Momentos decisivos e relevantes da vida

Momentos da vida e o amor próprio
Existem momentos que são decisivos e relevantes para o bom andamento da vida. Nestes momentos é necessário encarar a vida de modo positivo, com otimismo e com muita energia.

Também é preciso analisar a vida como um todo e não permitir que pequenos reveses nos desanimem de alcançar os nossos objetivos.

Existem momentos na vida que são necessários... excluir pessoas, apagar lembranças, jogar fora o que machuca, abandonar o que nos faz mal.

Também é preciso nos libertar de coisas que nos prendem, olhar para frente e enxergar a imensidão de caminhos ao nosso redor, ao invés de insistir sempre no mesmo erro, e na mesma dor.

Caminho da vida e amor próprio
Sem o amor próprio nenhuma vida é possível, nem sequer a mais leve decisão, só desespero e rigidez. (Hugo Hofmannsthal)

Momentos que a vida nos cobra decisões

A vida nos cobra tomar decisões constantemente. Cada escolha determina um fato no futuro. Cada fato, uma vivência inadiável. Cada experiência, uma mudança imposta.

Escolher é fácil quando nossos sentimentos e ilusões não estão envolvidos. Somos livres para escolher nossas ações, mas prisioneiros de suas consequências.

Todo momento é decisivo. Temos que decidir sempre entre o que é bom e o que é mau, entre nossas ambições desmedidas e nosso bom senso interior.

Por isso é preciso descobrir se teremos a coragem de ficar do lado de nossa alma ou se preferimos mentir para nós mesmos. Mas, seja qual for a nossa escolha, lembremos que nada fica sem resposta.

Existem momentos na vida em que a melhor saída é seguir em frente. Focar em você. Deixar para trás o que passou. Respirar novos ares, conhecer novas pessoas, e viver novas aventuras.

Caminho da vida e amor próprio

E se no caminho alguém olhar para você te chamando de egoísta, você responde: Não sou egoísta, apenas conheci o amor próprio.

O homem tem duas faces: não pode amar ninguém, se não se amar a si próprio. (Albert Camus)

Amor próprio e orgulho são coisas totalmente diferentes. Amar a si mesmo é na realidade a decisão menos egoísta que se pode ter, pois o único bem verdadeiro é ser amado, e a forma eficaz de se conquistar isso não é fazendo o bem apenas a si mesmo.

As pessoas que não sabem amar a si mesmo buscam constantemente a aprovação alheia e sofrem quando são rejeitadas. Para quebrar essa dinâmica, devemos admitir que não podemos satisfazer a todos. (Nietzsche)

Aquele que não consegue amar a si mesmo acaba vivendo de forma amargurada e cobrando do outro que ocupe um espaço que ele não conseguiu ocupar. (Gabriel Chalita)

Têm lhe sido ensinado a ser delicado para com os outros e duro para consigo mesmo. Isso é um absurdo. Eu lhe ensino que a primeira e mais importante coisa é ser amoroso para consigo mesmo.

Não seja duro; seja delicado. Cuide de si mesmo. Aprenda como se perdoar, cada vez mais e novamente; sete vezes, setenta e sete vezes, setecentos e setenta e sete vezes.

Aprenda como perdoar a si próprio. Não seja duro; não seja antagônico consigo mesmo. Assim você irá florescer. Nesse florescimento você atrairá alguma outra flor. Isso é natural. Pedras atraem pedras; flores atraem flores. (Osho)

É pelo nosso amor próprio que o amor nos seduz. Como resistir a um sentimento que embeleza o que temos, que nos restitui o que perdemos e nos dá o que não temos! (Sébastien-Roch Chamfort)

Abraços e muita paz!

Momentos decisivos e relevantes da vida Momentos decisivos e relevantes da vida Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on novembro 08, 2017 Rating: 5
Nenhum comentário: