Vida e as cenas na expectativa do melhor


Vida e a primordial vontade de todos

As cenas de nossas vidas estão sempre voltadas para a expectativa do melhor, é a primordial vontade de todos, é o desejo daquilo que não se tem. É ausência, privação e sofrimento, sobretudo se considerado o fato de que a satisfação duradoura e permanente objeto algum do querer pode fornecer.

O carácter de quase todos os homens parece particularmente adaptado a uma certa idade da vida, de modo que nela se apresenta da forma mais proveitosa.

Alguns são jovens amáveis, e depois isso passa, outros, homens enérgicos e ativos, dos quais a idade rouba todos os valores.

Muitos apresentam-se mais favoravelmente na velhice, quando são mais indulgentes por serem mais experientes e serenos.

Vida e a vontade soberana de todos 
A ousadia é, depois da prudência, uma condição especial da nossa felicidade. (Arthur Schopenhauer)

As cenas de nossa vida são como imagens em um mosaico tosco; vistas de perto, não produzem efeitos – devem ser vistas à distância para ser possível discernir sua beleza.

Assim, conquistar algo que desejamos significa descobrir quão vazio e inútil este algo é; estamos sempre vivendo na expectativa de coisas melhores, enquanto, ao mesmo tempo, comumente nos arrependemos e desejamos aquilo que pertence ao passado.

Aceitamos o presente como algo que é apenas temporário e o consideramos como um meio para atingir nosso objetivo.

Deste modo, se olharem para trás no fim de suas vidas, a maior parte das pessoas perceberá que viveram-nas ad interim (provisoriamente): ficarão surpresas ao descobrir que aquilo que deixaram passar despercebido e sem proveito era precisamente sua vida – isto é, a vida na expectativa da qual passaram todo o seu tempo.

Então se pode dizer que o homem, via de regra, é enganado pela esperança até dançar nos braços da morte!

Novamente, há a insaciabilidade de cada vontade individual; toda vez que é satisfeita um novo desejo é engendrado, e não há fim para seus desejos eternamente insaciáveis.


Vida e a vontade soberana de todos

Isso acontece porque a Vontade, tomada em si mesma, é a soberana de todos os mundos: como tudo lhe pertence, não se satisfaz com uma parcela de qualquer coisa, mas apenas como o todo, o qual, entretanto, é infinito.

Devemos elevar nossa compaixão quando consideramos quão minúscula a Vontade - essa soberana do mundo - torna-se quando toma a forma de um indivíduo; normalmente apenas o que basta para manter o corpo. Por isso o homem é tão miserável.

A maior sabedoria é ter o presente como objeto maior da vida, pois ele é a única realidade, tudo o mais é imaginação.

Mas poderíamos também considerar isso nossa maior maluquice, pois aquilo que existe só por um instante e some como sonho não merece um esforço sério.

Quando a felicidade se apresenta devemos abrir-lhe todas as portas porque jamais foi considerada inoportuna. (Arthur Schopenhauer)

Não tomar posse do seu plano de vida, é deixar que sua existência seja um acidente. Pura obra o acaso.

Abraços e muita paz!

Vida e as cenas na expectativa do melhor Vida e as cenas na expectativa do melhor Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on setembro 01, 2017 Rating: 5
2 comentários:
  1. Olá é uma das coisas mais belas que vc nos manda Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Bernadete!!!
      Que bom que gostou da postagem, fico muito feliz com sua presença e participação, valeu!!!
      Tenha uma ótima e abençoada semana!!!
      Abraços e muita paz!!!

      Excluir