Fanatismo, fervor excessivo e irracional

Fanatismo, fervor excessivo e irracional
O fanatismo não faz nenhum bem ao ser humano. Essa forma de fervor excessivo e irracional que atua de forma fixa e persistente, nos tira da razão. É como perder o alvo, mas intensificar os esforços em uma ideia fixa e sem sentido, não se muda de ideia e nem de assunto, o indivíduo acaba ficando bitolado e maçante. O fanatismo aparece quando as paixões da vida se convertem em alucinações.

Pode-se dizer que o fanatismo na área onde ele atua está em pé de igualdade com o preconceito. Assim como o preconceito, o fanatismo deixa a pessoa cega e surda. Só se permite ver o que lhe interessa e ouvir o que lhe agrada. As opiniões de seus interlocutores não lhe interessam. Ele quer ser ouvido, mas jamais ouvir. O fanatismo é um fator negativo na comunicação humana. (Francis Iacona)

Fanatismo (do francês "fanatisme") é o estado psicológico de fervor excessivo, irracional e persistente por qualquer coisa ou tema, historicamente associado a motivações de natureza religiosa ou política. É extremamente frequente em paranoides, cuja apaixonada adesão a uma causa pode avizinhar-se do delírio. 
O fanatismo cegaEm psicologia, os fanáticos são descritos como indivíduos dotados das seguintes características: Agressividade excessiva; Preconceitos variados; Estreiteza mental; Extrema credulidade quanto a um determinado "sistema"; Ódio; Sistema subjetivo de valores; Intenso individualismo; Demora excessivamente prolongada em determinada situação ou circunstância.
O apego e cultivo, mesmo quando desmesurado, por determinados gostos e práticas não configura, necessariamente, fanatismo. Para tanto, faz-se preciso que a conduta da pessoa seja marcada pelo radicalismo e por absoluta intolerância para com todos os que não compartilhem suas predileções.
De um modo geral, o fanático tem uma visão-de-mundo maniqueísta, cultivando a dicotomia bem/mal, onde o mal reside naquilo e naqueles que contrariam seu modo de pensar, levando-o a adotar condutas irracionais e agressivas que podem, inclusive, chegar a extremos perigosos, como o recurso à violência para impor seu ponto de vista.
Tradicionalmente, o fanatismo aparece associado a temas de natureza religiosa ou política, porém, mais recentemente, ele se tem mostrado também em outros cenários, como os das torcidas de futebol e ídolos da música. (Wikipedia)

Muitos são aqueles que vivem com os olhos cegos de esperança e fanatismo, pelo que sabidamente é incerto. Mas sempre há tempo de se libertar da escuridão e buscar luz, questionando o mundo a nossa volta. Pois tudo é e sempre será incerto neste mistério que é a vida. (Cristine Finkler)

A pior coisa que pode acontecer a uma motivação válida é ser levada ao exagero. O excesso de zelo é uma forma de fanatismo. E os fanáticos costumam redobrar os esforços quando perdem de vista os objetivos. (Roberto Campos)

A pior cegueira humana é a falta de visão crítica. O fanatismo escurece o discernimento. (Vitor Durão)

Fanatismo irracional
 Todo o problema do mundo é que os tolos e os fanáticos estão cheios de certezas, e as pessoas mais sábias estão cheias de dúvidas. (Bertrand Russel)
Do fanatismo à barbárie não há mais do que um passo (Denis Direrot)

Abraços e muita paz!


Fanatismo, fervor excessivo e irracional Fanatismo, fervor excessivo e irracional Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on dezembro 05, 2013 Rating: 5
2 comentários:
  1. Bom dia querido!
    Passando para pegar um pouco de serenidade.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, minha querida amiga Beth!!!
    Minha querida amiga, é sempre muito bom e um grande prazer recebê-la aqui neste nosso espaço, fico sempre muito feliz com sua maravilhosa presença, com seu comentário e com o seu carinho de sempre, obrigado!!!
    Tenha uma linda noite e um belíssimo e feliz final de semana!!!
    Beijos e muita paz!!!

    ResponderExcluir