Fuja do domínio da pior prisão da vida

Pior prisão da vida
Fuja do domínio da pior prisão da vida, a pior prisão deste mundo. Segundo Gandhi, a prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência. O pior cárcere não é o que aprisiona o corpo, mas o que asfixia a mente e algema a emoção. Há muitas pessoas vivendo numa prisão imaginária, são os prisioneiros de suas próprias mentes, ali jogados pelas limitações impostas a sí mesmas.

Saiba que o maior carrasco do ser humano é ele mesmo. Não seja escravo dos seus pensamentos negativos. Liberte-se da pior prisão do mundo: o cárcere da emoção. O destino raramente é inevitável, mas sim uma escolha. Escolha ser um ser humano consciente, livre e inteligente.

Sua vida é mais importante do que todo o ouro do mundo. Mais bela que as estrelas: obra-prima do Autor da vida. Apesar dos seus defeitos, você não é um número na multidão. Ninguém é igual a você no palco da vida. Você é um ser humano insubstituível. (Augusto Cury)

Maior carrasco do ser humano

Ilusão de consciência

O ser humano vivência a si mesmo, seus pensamentos como algo separado do resto do universo - numa espécie de ilusão de ótica de sua consciência. E essa ilusão é uma espécie de prisão que nos restringe a nossos desejos pessoais, conceitos e ao afeto por pessoas mais próximas. Nossa principal tarefa é a de nos livrarmos dessa prisão, ampliando o nosso círculo de compaixão, para que ele abranja todos os seres vivos e toda a natureza em sua beleza. Ninguém conseguirá alcançar completamente esse objetivo, mas lutar pela sua realização já é por si só parte de nossa liberação e o alicerce de nossa segurança interior. (Albert Einstein)

Lições para fugir da prisão sentimental

1. Fique em paz com o seu passado, só assim você poderá se concentrar no presente. Não podemos mudar o que já passou, mas podemos aproveitar o nosso aprendizado com os nossos erros e acertos para viver melhor a vida presente e estar mais preparados para o que vem pela frente.

2. Não se importe com o que os outros pensam de você. Quem calça os sapatos e anda com eles é você, por isso faça aquilo que acredita ser o melhor para a sua vida.

3. O tempo cura tudo. Tenha paciência, dê tempo ao tempo.

Fugir da prisão emocinal4. Nunca compare a sua vida com a dos outros, e nem os seus resultados com os resultados dos outros. Primeiro porque você não conhece a trajetória de ninguém a fundo como conhece a sua. Não julgue os outros, não se compare e nem se cobre tanto. Pense apenas que as pessoas têm pontos de partida diferentes e que seguem por caminhos diferentes, cada um ao seu tempo.

5. Não pense muito, não fique parado pensando demais nas coisas que aconteceram ou no que deve fazer. Não se deixe paralisar pela dúvida. As coisas acontecem quando menos se espera.

6. Ninguém mais além de você é responsável pela sua felicidade.

7. Você não pode controlar tudo e nem é responsável por todos os problemas do mundo. Não se cobre tanto, não se culpe tanto.

8. Busque a paz, perdoe, perdoe-se. A raiva não faz bem a ninguém.

9. Cuide-se, cuide da sua saúde, alimente-se bem, divirta-se, trabalhe com dedicação, cultive as amizades duradouras e sinceras.

10. Não fique ansioso, a ansiedade não vai fazer com que nada se resolva mais rápido. (Desconheço o autor)

Aprendendo com a vida

Se há uma coisa que aprendemos com a vida é que ela continua. E enquanto há vida há esperança, o importante é não se deixar estagnar e nem desanimar. Se a vida parece complicada e confusa, se você não sabe em que direção seguir, antes de dar o próximo passo pare, respire e reflita, só depois siga a viagem.

Andar sem saber para onde ir, às vezes, pode até ser bom, mas outras vezes implica ter que perder tempo voltando ao ponto de partida, ou atravessando perigosos obstáculos de modo desnecessário. Na vida é importante aventurar-se, mas não podemos andar a ermo durante toda a vida, pois não vivemos impunemente.

Aprendendo a viver

Cada uma de nossas atitudes de escolher tem uma consequência. Somos responsáveis por tudo aquilo que fazemos e precisamos estar preparados para responder pelos nossos atos. Mas nós temos o direito de errar. Erramos porque sonhamos, porque arriscamos tentar realizar os nossos sonhos, ou erramos simplesmente porque nos distraímos. E diante do erro, é preciso rever as nossas decisões, mas sem dramatizar mais a situação do que ela realmente merece. A vida continua, e até que a morte nos cegue, ela vai continuar. Não podemos é deixar que a vida nos atropele.

Abraços e muita paz!

Fuja do domínio da pior prisão da vida Fuja do domínio da pior prisão da vida Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on abril 13, 2015 Rating: 5
Nenhum comentário: