Vida e dietoterapia alimentar chinesa

Vida e filosofia alimentar chinesa
A vida e a influência da dietoterapia alimentar chinesa em nossa saúde. A terapia alimentar chinesa é uma das formas de tratamento da saúde adotada pela medicina tradicional chinesa.

É a prática de prevenção e tratamento de problemas de saúde através do uso de alimentos naturais. Esta prática também é conhecida como Dietoterapia Chinesa.

A dietoterapia tem como base o que Hipócrates, um dos pais da medicina da Grécia Antiga afirmou: “que o seu remédio seja o seu alimento, e que o seu alimento seja também o seu remédio”.

A Medicina Tradicional Chinesa tendo como base o reconhecimento das leis fundamentais que governam o funcionamento do organismo humano e sua interação com o ambiente segundo os ciclos da natureza e da vida, procura aplicar esta compreensão tanto ao tratamento das doenças quanto à manutenção da saúde através de diversos métodos.

Na China há restaurantes especializados em preparar receitas para os seus clientes a partir do diagnóstico de suas necessidades segundo os princípios da medicina tradicional chinesa.

Segundo os cursos sobre terapia alimentar chinesa, ministrados pelo Mestre Liu Pai Lin, nesta avaliação é necessário considerar:

A vida e o estado de saúde do cliente ou paciente.

A natureza dos alimentos adequados para sua recuperação.

A estação do ano e as transformações do clima que ela traz, adaptando a alimentação de modo a também fortalecer o paciente para enfrentar estas mutações.

Vida e prática da medicina chinesa

Vida e filosofia alimentar chinesa

Os conceitos de Yin Yang desenvolvidos pela medicina tradicional chinesa são empregados na área da alimentação e do preparo dos alimentos como base da dietoterapia chinesa.

Acredita-se que os alimentos classificados como Yang aumentem o calor do corpo e acelerem o metabolismo, enquanto os alimentos Yin diminuam o calor do corpo e desacelerem o metabolismo.

Em geral, os alimentos Yang são altamente energéticos, especialmente ricos em energia proveniente das gorduras, enquanto os alimentos Yin costumam ter uma porcentagem maior de água.

O ideal chinês é comer dos dois tipos de comida para manter o corpo em equilíbrio e a vida saudável.

Uma pessoa que coma em demasia alimentos Yang pode sofrer de acne e mau-hálito, enquanto uma pessoa com falta de alimentação Yang pode se tornar letárgica ou anêmica.

Alguns alimentos são considerados como especialmente dotados de propriedades curativas ou revigorantes.

Os Cantoneses atribuem uma grande importância à reação do corpo aos alimentos.

No Cantão (China) a prática da terapia alimentar chinesa está incorporada no cotidiano da vida de muitas pessoas.

Os alimentos são classificados de acordo com estes efeitos, e a dieta individual é ajustada de acordo com as condições físicas de cada um, segundo a avaliação da medicina tradicional chinesa.

A seguir, uma lista de classificação dos alimentos comuns e sintomas:
Alimentos Yang "fogo seco”: pimenta chili, alimentos fritos, carne desidratada, lichia. Causam secura na pele, lábios rachados, sangramentos nasais, etc.

Alimentos Yang "calor úmido": manga, abacaxi, cereja. Causam aftas, ardor ao urinar, queimaduras, etc. Provavelmente devidas à acidez ou alcalinidade.

Alimentos Yin: melancia, meloa, melões e certos tipos de vegetais ou frutas semelhantes ao melão, chá verde. Causam tontura, fraqueza, face pálida ou esverdeada, baixo nível de oxigênio no sangue, etc.

Alimentos Bloqueantes: todos os alimentos fibrosos, por exemplo: inhame, castanhas. Causam indigestões, gases no estômago, etc.

Alimentos Intoxicantes: pato, ganso, broto de bambu, mariscos. Causam pus ou inflamação em feridas, irrupções de acnes, hemorroidas, etc.

Alimentos Gordurosos, por exemplo: bacon, etc. Causam distúrbios gástricos, diarreias, irrupção de acne, etc.

Alimentos Refrigerantes: cerveja, alface, açúcar de cana, Imperata arundinacea, ginseng americano. Também listada como Yin quando usada em demasia.

Alimentos Nutrientes: maçã, pera, figo, winter melon, longan, semente de lótus, bulbos de lírio etc. São umectantes e suavizantes.

Alimentos Revitalizantes: cordeiro, cobra, peças de caça, carne vermelha, tâmaras vermelhas. Promovem a recuperação do sangue e do Qi.

Alimentos Revigorantes: vinho tinto, ginseng Coreano. Tratam da circulação do sangue e do Qi.

Adequação dos alimentos ao equilíbrio Yin Yang
A tipologia Yin Yang de cada indivíduo determina o quanto a pessoa será suscetível ao efeito de cada tipo de alimento.

Uma pessoa equilibrada é geralmente saudável e apresentará reações mais fortes apenas após consumir em demasia um determinado tipo de alimento.

Uma pessoa classificada como Yang normalmente pode consumir qualquer comida do tipo Yin sem efeitos negativos, mas pode facilmente ter um sangramento nasal ao ingerir uma pequena quantidade de alimento tipo Yang.

Uma pessoa classificada como Yin geralmente não é muito saudável e pode ter reações negativas tanto com alimentos do tipo Yin quanto do tipo Yang. Alimentos do tipo revitalizantes ou nutrientes são necessários para recuperar a saúde de uma pessoa em estado Yin. (Fonte: Dra. Deise Lopes Silva, Eduardo Aragão e COURY, Soraya Terra - Nutrição Vital da Vida - uma abordagem holística da alimentação e saúde).

Vida teoria e prática da medicina chinesa

A teoria e a prática da Medicina Tradicional Chinesa não são baseadas em conhecimento científico, e seus praticantes discordam grandemente sobre os diagnósticos e os tratamentos dos pacientes. A eficácia da medicina fitoterápica chinesa continua pouco pesquisada e documentada.

A medicina tradicional chinesa utiliza a fitoterapia e outros medicamentos como seu último recurso para combater os problemas de saúde e equilíbrio da vida.

Segundo sua crença básica, o corpo humano dispõe de um sistema sofisticado para localizar as doenças e direcionar energia e recursos para curar os problemas por si mesmo e produzir uma vida saudável.

O objetivo dos esforços externos deveria se focar em cuidadosamente auxiliar as funções de auto cura do corpo humano, sem interferir. Refletindo esta mesma ideia, um ditado chinês diz que "qualquer remédio tem 30% de ingredientes venenosos".

Atualmente, a medicina tradicional chinesa está progressivamente incorporando técnicas e teorias da medicina ocidental em sua práxis, em especial os tipos de exames sem características invasivas.

Na medicina tradicional chinesa a patologia interna tem como causa desequilíbrios internos tais como: emoções, má alimentação, cansaço excessivo, falta de repouso.

Na visão da medicina tradicional chinesa a patologia externa tem como causa a penetração de fatores externos no organismo tais como: frio e calor, vento e umidade, secura e canícula.

Em Portugal a Medicina Tradicional Chinesa tem vindo a ganhar adeptos e tornando-se uma das mais recorrentes clínicas especializadas em técnicas de tratamento de medicina alternativa e popular. (Fonte: Chung V. et al. Use of traditional chinese medicine in the Hong Kong e Wikipédia)

Abraços e muita saúde em sua vida!

Vida e dietoterapia alimentar chinesa Vida e dietoterapia alimentar chinesa Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on outubro 19, 2017 Rating: 5
Nenhum comentário: