Vida com alegria e leveza no coração

Vida com o coração feliz
Para viver melhor e sabiamente é preciso cultivar a força da alegria e a leveza no coração. Além da alegria é necessário que o coração esteja livre de impurezas, para que não nos tornemos vítimas da infelicidade.

Você é quem decide o que vai ser eterno em você, no seu coração. Deus nos dá o dom de eternizar em nós o que vale a pena, e esquecer definitivamente aquilo que não vale... (Padre Fábio de Melo)

Temos amnésia da leveza, pois deduzimos que virá mais e mais no dia seguinte. Não criamos álbuns de nossas gargalhadas, mas recortamos as cenas rancorosas e amargas como se fossem definitivas e esclarecedoras.

Vida e as vítimas da infelicidade
Somos algozes da felicidade e, ao mesmo tempo, vítimas da infelicidade. (Fabrício Carpinejar)

O homem hoje, para ser salvo, só tem necessidade de uma coisa: abrir o coração à alegria. (Bertrand Russell)

Bom mesmo é estar bem consigo mesmo, sentir-se leve, firme, estar com o coração limpo, se sentir bem não porque tem tudo, mas sim porque tem o mais importante: paz no coração.

Quando a gente está bem com a gente mesmo, as coisas fluem de uma forma diferente, existe sintonia, alegria, emoção, tudo acontece de bom.

Parece que é até sorte, mas isso não se resume em sorte, mas sim em uma atitude de si próprio que traz um impacto em tudo que está ao seu redor.

A vida é uma dádiva de Deus, um presente dado a cada um de nós para escolher o que dela fazer. Vive bem, quem sabe equilibrar seu tempo, tirar tempo para todas as coisas necessárias, não só pra trabalhar, mas também pra falar com Deus.

Vive bem quem sabe aproveitar o tempo que tem, valoriza sua família, pois sabe que eles são presentes que Deus deu para caminharem juntos e assim os trata com amor.

Tenho aprendido uma grande lição na vida, não que antes não soubesse, mas talvez não percebesse o quanto era importante, tenho aproveitado cada minuto de vida, não só pensando em mim, mas pensando naqueles que estão ao meu redor.

Tento fazer da minha vida um equilíbrio, não deixando o que é importante de lado, mas sim buscando cultivar, amar, valorizar, zelar, cuidar de tudo que Deus me deu.

Às vezes estamos com a cabeça quente, preocupados com o amanhã, são tantas correrias no dia-a-dia e nessas preocupações acabamos deixando de aproveitar tudo que temos de bom em nossas vidas. (Vida com Deus)


Não deixes sua alma morrer

Esta vida é um hospital onde cada doente está possuído pelo desejo de mudar de leito. Este gostaria de sofrer em frente a um aparelho de calefação, aquele outro crê que se curaria em frente a uma janela.

Parece-me que estarei sempre bem lá onde não estou, e essa questão de mudança é um assunto que discuto sem cessar com minha alma.

“Diga-me, minha alma, pobre alma resfriada, que pensarias de morar em Lisboa? Lá deve fazer calor e tu te regozijarias como um lagarto. Essa cidade fica à beira-mar, diz-se que foi construída com mármore e que o povo tem um tal ódio por vegetais que arranca todas as árvores. Eis uma paisagem segundo teu gosto; uma paisagem com a luz, o mineral e o líquido para refleti-los!” Minha alma não responde...

Estaria morta a minha alma?
Chegaste a este ponto de entorpecimento que não te alegras senão com teu próprio mal. Se é assim, fujamos, então, para os países que são as analogias da morte.

Já sei o que devemos fazer, pobre alma! Nós faremos nossas malas para Tornéo. Iremos mais longe ainda, ao extremo fim do Báltico, ainda mais longe da vida, se é possível; nos instalaremos no polo.

Lá o sol não roça senão obliquamente a terra, e as lentes alternativas da luz e da noite suprimem a variedade e aumentam a monotonia, essa metade do nada.

Lá nós poderemos tomar longos banhos de trevas, enquanto que para nos divertir as auroras boreais nos enviarão, de vez em quando, seus fachos róseos, como reflexos de fogos de artifício do inferno!

Enfim, minha alma explodiu e sabiamente gritou para mim: “Não importa onde! Não importa onde! Desde que seja fora desse mundo!” (Charles Baudelaire)

Purifica o teu coração antes de permitires que o amor entre nele, pois até o mel mais doce azeda num recipiente sujo. (Pitágoras)

Todas as nossas escolhas serão inúteis se não brotarem do fundo do coração. As escolhas que não dão luz aumentam a escuridão. (Madre Teresa de Calcutá)

Abraços e muita paz!

Vida com alegria e leveza no coração Vida com alegria e leveza no coração Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on junho 25, 2017 Rating: 5
2 comentários:
  1. Olá palavras sabia,quando sorrir tem que ser com o coração.muita paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Bernadete!!!
      Sim, tudo deve vir do coração.
      Obrigado, querida amiga, fico muito feliz com sua presença e participação, valeu!!!
      Tenha uma ótima e abençoada semana!!!
      Abraços e muita paz!!!

      Excluir