Liberte-se do complexo de inferioridade

Livre-se do complexo inferioridade
Liberte-se do complexo de inferioridade, ele só acontece quando você deixa de acreditar em si mesmo e sua autoestima está em baixa, é um estágio avançado de desalento. Sentir-se inferior aos demais demonstra insegurança e comparação sem fundamento, quando você não se sente inseguro e não compara, toda a inferioridade e superioridade desaparecem. Cada ser é único e tem a sua importância no Universo, tudo é expressão igual de vida. Você é o que é e simplesmente existe, de acordo com a psicóloga Miriam Barros, especialista em terapia familiar, psicodrama e coach, quanto mais insatisfeitos e infelizes estamos com o que somos ou temos, mais comparações fazemos, e elas incomodam.

O complexo de inferioridade, nos campos da psicologia e da psicanálise, é um sentimento de que se é inferior a outrem, de alguma forma. Tal sentimento pode emergir de uma inferioridade imaginada por parte da pessoa afligida. É frequentemente inconsciente, e pensa-se que leva os indivíduos atingidos à supercompensação, o que resulta em realizações espetaculares, comportamento anti-social, ou ambos. Diferentemente de um sentimento normal de inferioridade, que pode atuar como um incentivo para o progresso pessoal, um complexo de inferioridade é um estágio avançado de desalento, frequentemente resultando numa fuga das dificuldades. (Wikipédia)

Os trabalhos pioneiros neste campo foram realizados por Alfred Adler, segundo ele, a psicologia adleriana clássica faz uma distinção entre os sentimentos de inferioridade primário e secundário. Diz-se que um sentimento de inferioridade primário está enraizado na experiência original de fraqueza, desamparo e dependência. Um sentimento de inferioridade secundário relaciona-se às experiências de um adulto em atingir um objetivo final inconsciente, fictício, de segurança e sucesso subjetivo para compensar-se por sentimentos de inferioridade. A distância percebida daquele objetivo levará a um sentimento "negativo" que pode então instigar o sentimento de inferioridade original; este composto de sentimentos de inferioridade pode ser experimentado como acabrunhante. 
Sentimento de inferioridadeO psicólogo austríaco fundador da psicologia do desenvolvimento individual Alfred Adler, também fala sobre o complexo de inferioridade relacionado ao estilo de vida, relata em uma proposta holística enfatizando a necessidade de analisar cada indivíduo como um todo unificado e achava que o único caminho que um indivíduo escolhe para buscar seu objetivo era seu estilo de vida. Considerava um estilo integrado de adaptação e integração com a vida em geral. Sua linha, chamada de Psicologia Individual, desenvolveu-se a partir do esforço para compreender o misterioso poder criador da vida, o qual se expressa no desejo de se desenvolver, de lutar e realizar. Esse poder seria teleológico e se expressaria na luta por um objetivo e, nessa luta, todo o movimento corporal e psíquico é feito para cooperar. É absurdo estudar movimentos corporais e condições mentais de forma abstrata ou sem relação com um todo individual. Hábitos e traços de comportamento aparentemente isolados adquirem um significado dentro do contexto pleno da vida e dos objetivos do indivíduo e, dessa forma, os problemas psicológicos e emocionais não podem ser tratados isoladamente. Todo o estilo de vida está envolvido, uma vez que um dado sintoma ou traço não é senão uma expressão do estilo de vida integrado do indivíduo. (Alfred Adler)

A filosofia de uma pessoa não é melhor expressa em palavras; ela é expressa pelas escolhas que a pessoa faz. A longo prazo, moldamos nossas vidas e moldamos a nós mesmos. O processo nunca termina. E, as escolhas que fizemos são, no final das contas, nossa própria responsabilidade. Acredito que de algum modo aprendemos quem realmente somos e então vivemos com esta decisão. O propósito da vida é viver, provar a experiência ao extremo, buscar avidamente e sem medo por experiências mais novas e ricas. Ninguém pode te fazer sentir inferior sem o seu consentimento. (Eleanor Roosevelt)

Alimentar uma inferioridade sustentada pela própria personalidade é crescer no amargo vazio da escuridão, brilhando palidamente numa esperança ilusória. A resolução está na hidratação da personalidade, inundando de abnegação todo o interior; afogando também, todos os tormentos criados pelo poder inumano de sentir a superioridade perante os outros. Por vezes, é necessário ausentármo-nos de nós próprios, para podermos vislumbrar os passos da nossa sombra. Afasta-te de ti próprio mas, nunca te abandones. (Joni Baltar)

Não perca tempo com reclamações, mágoas, sentimentos de inferioridade, baixa autoestima, preconceitos e atitudes de autodestruição. Isto é uma forma lenta de suicídio. Fazendo isso você está se matando aos poucos. Primeiro morrem seus sonhos, depois sua motivação, depois sua atitude e, assim, dia a dia você destrói suas possibilidades de ser feliz. Use seu tempo em favor da vida. (Crys Rangel)

Leia também: A primeira missão é conhecer a si mesmo

Livre do sentimento inferior
Não há necessidade de consultar um psicólogo para saber que quando você denigre o outro é porque você mesmo não consegue crescer e precisa que o outro seja rebaixado para você se sentir alguém. (Papa Francisco)

Abraços e muita paz!

Liberte-se do complexo de inferioridade Liberte-se do complexo de inferioridade Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on outubro 11, 2014 Rating: 5
2 comentários:
  1. Superar o complexo de inferioridade depende muito da própria pessoa. A pessoa precisa parar de alimentar esse sentimento. E esse tipo de leitura de auto-ajuda auxilia demais. Parabéns.

    Abraços,
    Andreia
    http://detransimulado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Andreia Oliveira!!!
      Sim, minha amiga, esta é uma decisão da própria pessoa, é preciso deixar de nutrir este mal sentimento, todos temos importância neste Universo. Alimentar uma inferioridade é crescer no amargo vazio da escuridão.
      Obrigado, minha amiga, que bom que gostou da matéria, fico muito feliz com sua presença, com seu rico comentário, com seu apoio e carinho, valeu mesmo!!!
      Vou passar pelo seu blog para uma visita!
      Desejo uma excelente e abençoada semana para você e sua família!!!
      Abraços e muita paz!!!

      Excluir