Caçari e seus ricos benefícios a saúde

Caçari e seus ricos benefícios
Caçari e seus ricos benefícios para a saúde humana. É uma fruta rica em vitamina C, uma unidade equivale a trinta limões ou laranjas, é conhecida como o rei da vitamina C. Também conhecida por camu-camu, camucamu, araçá-d’água e camocamo. A fruta encontrada em áreas alagadas da Amazônia tem o tamanho de uma jabuticaba é apontada por pesquisadores como a segunda maior fonte de vitamina C, também é rico em aminoácidos e flavonóides.

Camu-camu, também chamada de "camucamu", "caçari", "araçá-d'água", ou ainda "camocamo" (Myrciaria dubia; Myrtaceae), é uma árvore frutífera da Amazônia. Descrita inicialmente em 1823 como Psidium dubium Kunth.
As frutas tem o segundo mais alto teor de vitamina C no mundo (30 vezes mais do que a laranja) geralmente com 2800 mg/ 100g de fruto, podendo chegar a mais de 6.000 mg/ 100 g do fruto, contra uma média de 1.700 mg/ 100 g da acerola. O fruto com mais alto teor de vitamina C no mundo é a fruta australíana Kakadu plum. (Wikipédia)

Camu-Camu é rico em aminoácidos, flavonóides e, principalmente, vitamina C, o camu-camu não podia começar com uma letra mais adequada.

É gostoso consumir:
Caçari é gostoso de consumirQuer uma dica de como consumir camu-camu? Faça um suco. Como o sabor é bastante ácido, utilize entre 10 e 15 frutas para cada litro de água. Desse modo, a concentração fica mais diluída. Bata no liquidificador, coe e adóce a gosto. Depois é só tomar esse suco refrescante e ter a certeza de que, pelo menos em termos de vitamina C, seu organismo está bem suprido.

De acordo com a engenheira de alimentos Rosalinda Pinedo, a elevada concentração de compostos nutracêuticos do camu-camu apresenta uma grande gama de efeitos biológicos. A vitamina C e outros compostos fenólicos presentes no camucamu, como as antocianinas, contribuem para promover:
Ações antioxidantes.
Ações antimicrobianas.
Ações antiinflamatórias.
Ações vasodilatadoras.

Amargo que faz bem:
Apesar de sua origem, o consumo da fruta pela população amazonense não faz parte do hábito alimentar regular. É o que conta a nutróloga Isolda Prado Maduro, que também é professora no curso de Medicina da Universidade Federal do Amazonas.
Ela entende que o amargor explica essa dificuldade do camu-camu. Porém, indica alternativas que já são consumidas, como picolés, sucos, néctar (obtidos pela mistura de polpa, açúcar e água, homogeneizado e pasteurizado), geléias, refrescos e sorvetes.

Como lembra a pesquisadora Rosalinda Pinedo, o pH baixo da fruta facilita seu processamento agroindustrial, pois protege-a da atuação de microrganismos patogênicos.
E, se a acidez dificulta o consumo in natura, "é desejável no processamento de suco. Pois o sabor acentuado permite diluí-lo mais e obter maior rendimento", observa Rosalinda.

Fruta camu-camuSão como bolinhas de gude vermelho-escuras. Mas, ao invés do brilho de vidro, elas são recobertas por uma casca opaca, dura e grossa, com uma fina camada que parece uma penugem. Por cima, uma coroinha de minúsculas folhas cobrindo a careca do rei. O rei da vitamina C. Essa fruta amazônica é bastante cultivada no Peru, tem chamado cada vez mais atenção no Estado de São Paulo e anda fazendo muitas viagens ao Japão. Poliglota desse jeito, mas ainda pouco conhecida, a fruta do camu-camu escorre sua polpa cor de púrpura em sucos, geléias, refrescos. Se a cor é atrativa, o gosto da fruta in natura não agrada qualquer paladar. Muito ácida e amarga, especialmente quando comida com casca, motiva seu aproveitamento em formas de preparo nas quais o beneficiamento da fruta transforma a bolinha de gude amarga em receitas para o café da tarde ou aperitivos. Uma de suas metamorfoses resulta em tabletes e cápsulas de vitamina C. Afinal, estamos falando da fruta com o maior teor dessa vitamina em todo o mundo.

A mais vitaminada
Tradicionalmente indicada como importante fornecedora de vitamina C, a laranja passou bastante tempo sendo a prescrição mais popular para aumentar a resistência do organismo. Depois, com o crescimento do consumo da acerola, essa fruta perdeu seu posto. Afinal, com um teor de vitamina C entre 1 g e 1,3 g para cada 100 g de polpa, a acerola passa voando sobre os cerca de 0,52 g para cada 100 g de laranja.

Mas as pesquisas feitas com o camucamu encontraram teores ainda mais impressionantes dessa vitamina, pois, em média, cada 100 g da polpa de camu-camu contém 2,5 g de vitamina C. Já foram encontradas concentrações superiores a 6 g nessa mesma quantidade. Com um teor de vitamina C que geralmente é o dobro da acerola e seis vezes mais do que a laranja, essa bolinha de gude tem a força de um canhão. "Não existe outra fruta, conhecida até o momento no Brasil, com maior teor de vitamina C do que o camu-camu", confirma a engenheira de alimentos Rosalinda Arévalo Pinedo, que realizou seu doutorado sobre a fruta na Faculdade de Engenharia Química da Unicamp.
E Rosalinda chama atenção para uma parte da fruta que merece os devidos méritos além da polpa. "O teor de ácido ascórbico (vitamina C) presente na casca é surpreendentemente alto. Em análises realizadas, encontramos um teor de 3,979 g na casca para cada 100 g da fruta. E essa constatação ainda não recebeu a devida consideração dos pesquisadores", revela.

Você sabia?
Caçari, ácido ascórbicoO camu-camu é da mesma família da goiaba e da jabuticaba.
O ácido ascórbico (vitamina C) atua na síntese de colágeno. Por isso, o camu-camu tem sido aproveitado na indústria de cosméticos. Mas não se anime. A pesquisadora Rosalinda Pinedo alerta para a procedência ainda duvidosa desses produtos.
Os flavonóides têm propriedades antimutagênicas e, por isso, atuam na prevenção do câncer. Existe a possibilidade de que o camu-camu seja um dos alimentos que, por possuir tais componentes, ajude a exercer esse efeito.

Consumo: 12 frutas por dia.
A recomendação nutricional diária para consumo de vitamina C, segundo informação da Food and Nutrition Board, é de 0,09 g para homens e 0,075 g para mulheres, no caso de adultos. Cada fruto do camu-camu pesa em torno de 8 g, podendo chegar até 15 g em alguns casos. Levando-se em conta a quantidade média de vitamina C do camu-camu e seu peso, míseras 12 frutinhas (cerca de 100 g), jogadas no liquidificador e batidas, fazem um suco que ultrapassa largamente o consumo mínimo desejável para um adulto diariamente. Mesmo que o processamento da fruta cause alguma perda, ainda assim o suco continua altamente rico em vitamina C. Como não é sintetizada pelo organismo, a vitamina C precisa ser ingerida. Suas inúmeras funções vão desde o fortalecimento da imunidade até a síntese dos ácidos biliares. Além disso, exerce um papel antioxidante, atenuando a ação dos radicais livres e contribuindo, assim, para evitar doenças crônicas.

O que mais ele tem?
Não é só a vitamina C que dá um toque especial ao camu-camu. Conforme menciona a engenheira de alimentos Rosalinda Pinedo, a presença de um grupo específico de flavonóides também é bastante significativa. Trata-se das antocianinas.
São pigmentos com propriedade de proteger as frutas, folhas e caules de diversos vegetais da ação de ráios ultravioleta, dando a elas uma coloração entre roxo e azul. As uvas são exemplos de frutas com essa coloração condicionada pelas antocianinas. Uma das ações das antocianinas no organismo é atuar contra os radicais livres.

Camu-Camu, o sorveteRosalinda também ressalta outros componentes do camu-camu, como os minerais. "O camu-camu é uma rica fonte de potássio, cálcio e zinco", diz. E a pesquisadora, inclusive, propõe o uso deliberado da fruta na composição de alguns alimentos industrializados: "O cálcio é um dos elementos mais limitantes nas dietas de pré-escolares e adultos, havendo a necessidade de diversificação de fontes alimentícias. Por isso, o camu-camu poderia ser usado na fortificação de alguns produtos elaborados como sucos e bolos para elevar seu teor nutritivo".
Aminoácidos como serina, valína, prolína, fenilalanina, treonina e alanina são outros dos componentes nos quais o camu-camu é rico.

Por que você precisa da vitamina C?
Conforme atesta Isolda Maduro, "a participação mais importante da vitamina C é na síntese do colágeno, substância que dá estrutura aos tecidos conjuntivos como músculos, tendões, ossos e cartilagens". A vitamina C também contribui para a saúde dos dentes e gengivas e promove a absorção, depósito e transporte do ferro pela dieta. E é necessária para a síntese dos ácidos biliares. Sua ação antioxidante coloca-a junto a outros micronutrientes na gama de compostos que podem ter a capacidade de prevenir doenças crônicas.

A fruta tamém é rica em flavonóides, que, além de dar a ela uma coloração vermelho-escura, atua contra os radicais livres.

Em estudo realizado por Cinthia Zanatta e Adriana Mercadante, no departamento de Ciência de Alimentos da Unicamp, foi detectada a presença de carotenóides no camu-camu. Assim como as antocianinas, os carotenóides dão coloração aos alimentos, tanto quanto atuam no organismo humano com suas propriedades antioxidantes e anticancerígenas.

O carotenóide mais presente no camu-camu, segundo o estudo, foi a all-trans-luteína. No entanto, de acordo com a interpretação do professor da Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Unicamp, Jaime Amaya Farfan, apesar de sua presença na fruta, "a composição em carotenóides é baixa. O principal nutriente conhecido é mesmo o ácido ascórbico (vitamina C)".

Geléia de camu-camuFalta incentivo à produção. Mas, mesmo com tantos benefícios à saúde, o rei da vitamina C ainda é pouco produzido e comercializado. "A produção de polpa no Brasil é ainda insignificante. Não ultrapassa 20 toneladas de polpa congelada por ano. O maior produtor é o Estado do Amazonas. No Pará, agricultores nipo-brasileiros começaram a cultivá-lo em áreas de terra firme, mas a produção ainda é pequena, com 5 toneladas de polpa por ano", descreve Urano de Carvalho, pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental.

O grande produtor é o Peru, que alcança 800 toneladas de polpa por ano. Segundo Carvalho, boa parte desse montante é exportada para o Japão e a América do Norte.

Desde a década de 1990, o Estado de São Paulo passou a abrigar o cultivo dessa fruta originalmente amazônica. E houve boa adaptação, alcançando um estágio semi-comercial. O professor da Unicamp, Jayme Farfan, relata que "o camu-camu já foi exportado para os EUA, como fonte natural de vitamina C, mas o importador desistiu por causa da irregularidade da produção".

Já nos países vizinhos, além do Peru, também há relatos de ocorrência do camu-camu na Amazônia Colombiana e na Amazônia Venezuelana.
(Fonte: Viva Saúde)

Indicação : Fortalece o sistema imunológico, estimula o sistema cardíaco, prostatite, auxilia no tratamento de câncer de mama.
Princípios Ativo : Proteínas, fíbras, minerais (cálcio, fósforo, potássio, ferro), vitaminas, tiamina, riboflavina, niacina e vitamina C (ácido ascórbico).
Modo de Usar : 50g de polpa em um litro de água. Bater no liquidificador e adoçar a gosto. Fica de uma cor rosada e é de um sabor inigualável com outras frutas.

Farmacologia: A grande virtude da planta e sua quantidade de vitamina C. E a maior fonte de vitamina C de que se tem noticia, superando em muito a acerola, com cerca de 2g de vitamina por 100g da fruta, 30 vezes o conteúdo da laranja. Seu conteúdo de terra e 10 vezes maior, a niacina 3 vezes, o dobro de riboflavina e 50% mais fósforo; E um excepcional agente antioxidante e remineralizante, fonte de outros minerais e amino-ácidos que auxíliam inclusive a maior absorção da vitamina C; Como toda fonte de vitamina C, infelizmente o tempo entre a coleta e o consumo e crucial. Em cerca de 20 dias, quando congelada adequadamente, seu conteúdo cai para 50% . Mesmo assim a fruta ainda supera de longe a acerola; não ha ainda pesquisas sobre as utilidades terapêuticas do camu-camu. Há hoje, no mercado norte-americano, algumas companhias promovendo pós e pílulas a base da fruta como agentes antivirais em infecções, gripes e resfriados, dores associadas a resfriados, doenças autoimunes e perda de peso. Não podemos super-estimar a fruta. É sabido que a vitamina C oferece benefícios em varias afecções e doenças. Há muitas pesquisas comprovando isto. E há outras refutando tais afirmações O que e sabido e que efetivamente o camu-camu e fonte de vitamina C, outras vitaminas, minerais e aminoácidos. (Fonte: Plantas que curam)

Pé de caçari com frutos

Abraços e muita paz!

Caçari e seus ricos benefícios a saúde Caçari e seus ricos benefícios a saúde Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on outubro 17, 2014 Rating: 5
2 comentários:
  1. Eloiza Martins De Oliveira Miranda · Quem mais comentou · Faculdade "Auxilium" de Filosofia, Ciências e Letras de Lins
    A Natureza é sábia, tudo produz para nosso bem. Quantas utilidades, falta-nos ainda conhecimentos sobre as plantas. Gostei muito do texto, vou procurar consumir esta frutinha... basta encontrar... Paz para VC!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, minha querida amiga Eloiza!!!
      Pois é, minha querida amiga, a Natureza é muito sábia, podemos encontrar muitas utilidades para o nosso bem. Plantei dois pés lá na chácara, mas ainda não estão em produção, deve começar no próximo ano.
      Obrigado, minha amiga, que bom que gostou do texto, fico muito feliz com sua presença, comentário, apoio e carinho, valeu!!!
      Tenha um excelente e abençoado dia!!
      Abraços com carinho e muita paz!!!

      Excluir