Vida e a prisão das memórias amargas

Vida e o castigo das memórias amargas
A vida, a prisão e o castigo gerados pela lamentação das memórias amargas da dor. Onde há muito sentimento, há muita dor. Prazer e dor são representados com os traços gêmeos, formando como que uma unidade, pois um não vem nunca sem o outro; e se colocam um de costas para o outro porque se opõem um ao outro.

Tal é o prazer e a dor... saem de um tronco único porque têm uma só e mesma base, eis que cansaço e dor são a base do prazer e os prazeres vãos e lascivos estão na base da dor. (Leonardo da Vinci)

A felicidade que o homem pode alcançar, não está no prazer, mas no descanso da dor.  (John Dryden)

O prazer não é um mal em si; mas certos prazeres trazem mais dor do que felicidade. Prazer é o primeiro dos bens. É a ausência de dor no corpo e de inquietação na alma. (Epicuro)

Vida e o prazer e a dor

A vida e a prisão da memória da dor
As memórias amargas não podem nos aprisionar. Elas fazem parte da vida - como o sorriso, o por do sol, o instante de oração.

Curioso é que esquecemos rápido nossas alegrias, embora sempre façamos com que o sofrimento dure mais do que o necessário.

A dor é uma ótima desculpa para problemas que não conseguimos resolver, passos que não tivemos coragem de dar, decisões que adiamos.

A dor faz parte da vida - como faz parte a alegria, a fome, e a vontade de sonhar. Não adianta fugir, porque ela termina nos encontrando.

Mas sua única função é nos ensinar algo. Aprendemos suas lições, e isso basta.

Toquemos para frente.
Não vamos nos castigar com memórias amargas. Não vamos sofrer duas vezes, quando podemos sofrer apenas uma. (Paulo Coelho)

Sabemos como é a vida: num dia dá tudo certo e no outro as coisas já não são tão perfeitas assim. Altos e baixos fazem parte da construção do nosso caráter.

Afinal, cada momento, cada situação, que enfrentamos em nossas trajetórias é um desafio, uma oportunidade única de aprender, de se tornar uma pessoa melhor.

Não sei se estou perto ou longe demais, se peguei o rumo certo ou errado. Sei apenas que sigo em frente, vivendo dias iguais de forma diferente.

Já não caminho mais sozinho, levo comigo cada recordação, cada vivência, cada lição. E, mesmo que tudo não ande da forma que eu gostaria, saber que já não sou a mesma pessoa de ontem me faz perceber que valeu a pena.

Procure ser uma pessoa de valor, em vez de procurar ser uma pessoa de sucesso. O sucesso é só consequência. (Albert Einstein)

Lamentar uma dor passada, no presente, é criar outra dor e sofrer novamente. (William Shakespeare)

Existem pessoas que têm sede de sofrer. O prazer nunca é forte o suficiente, e elas anseiam a dor. (Ralph W Emerson)

Por que prender a vida em conceitos e normas? O belo e o feio... O bom e o mau... Dor e prazer... Tudo, afinal, são formas e não degraus do ser. (Mario Quintana)

Abraços e muita paz!

Vida e a prisão das memórias amargas Vida e a prisão das memórias amargas Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on fevereiro 11, 2016 Rating: 5
4 comentários:
  1. Agradecendo a parceria do amigo, adicionei o banner lá no blog. Lindo espaço. Voz do Povo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, caro amigo Damião!!!
      Saudades do amigo e dos velhos tempos do dihitt.
      Valeu, também agradeço muito pelo banner e pela presença do amigo! Vou passar lá na Voz do Povo para uma visita.
      Abraços e muita paz!!!

      Excluir
  2. Esta colocação de de Albert Einstein diz tudo:" Procure ser uma pessoa de Valor, em vez de procurar ser uma pessoa de sucesso.O sucesso é só consequência.Muita Paz para vc também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, querida amiga Eloiza!!!
      Também gostei muito desta colocação de Albert Einstein, além de físico ele era um excelente pensador, nos deixou bons pensamentos e frases construtivas.
      Obrigado querida amiga, fico muito feliz com sua presença, participação e carinho de sempre, valeu!!!
      Tenha uma excelente e abençoada noite!!!
      Abraços com carinho e muita paz!!!

      Excluir