IRPF alerta com fim da sonegação fiscal

E-financeira e a sonegação fiscal IRPF
IRPF e o alerta com o fim da sonegação fiscal. Muito cuidado com a vida fiscal e as novas normas instituídas pela Receita Federal no e-financeira. Com as normas será preciso muito cuidado com a movimentação financeira e a sonegação fiscal. A Receita Federal vai fiscalizar a movimentação financeira das pessoas físicas e pessoas jurídicas.

Esta fiscalização foi instituída pela IN 1.571/2015, publicada no Diário Oficial da União de 03 de julho de 2015 e alteração pela IN 1.580. Fique atento às novas normas. A nova medida entrou em vigor em primeiro de dezembro de 2015.

E-financeira - Será o fim da sonegação Fiscal no Brasil - IN. 1571 da Receita Federal

(Fonte: Soluzione Contabil)

Dados serão repassados para a Receita Federal:
Serão repassados à Receita Federal os saldos e movimentações bancárias mensais, quando superiores a:
R$ 2.000,00 no caso de Pessoas Físicas
R$ 6.000,00 no caso de Pessoas Jurídicas

Até então, as movimentações eram a partir de R$ 5.000 e R$ 10.000, respectivamente.

Entre as principais informações estão as movimentações em contas correntes, poupança, aplicações financeiras, compra de moeda estrangeira, transferências para o exterior, dentre outras. (Fonte: bernhoeft)

Fiscalização da Receita Federal - Movimentações Financeiras

(Fonte: Tactus - Canal do Empreendedor)

Meios de controle da movimentação financeira
Hoje a Receita Federal tem diversos meios de controles para acompanhar a movimentação financeira das pessoas.

O fim da sonegação fiscal IRPF

Além da DIMOF, temos a DIRPF, DIRPJ, DACON, DCTF, DITR, DIPI, DIRF, RAIS, DIMOB, etc. Ou seja, são várias fontes de informações. Esse sistema HARPIA está trabalhando pra valer. Com a entrada em vigor da nota fiscal eletrônica e do SPED, essa situação vai piorar, ou melhor, melhorar a arrecadação.

Todo cuidado é pouco. A partir de agora todos devem ter controle de todos os gastos no ano e verificar se os rendimentos ou outras fontes são suficientes para comprovar os pagamentos, além das demais preocupações, como lançar corretamente as receitas, bens, etc.

É importante que você tenha conhecimento que suas contas bancárias estão sendo monitoradas pelo Governo. Apelidado de “Hal”, o cérebro eletrônico mais poderoso de Brasília fiscalizará as contas bancárias de todos os brasileiros, indistintamente.

O Hal trabalha, sem cessar, no 5º subsolo do Banco Central; um supercomputador instalado especialmente para reunir, atualizar e fiscalizar todas as contas bancárias das Instituições financeiras instaladas no País. Seu nome oficial é Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional – CCS na sigla abreviada, já apelidado de HAL.

A primeira carga de informações que o computador recebeu durou quatro dias. Ao final do processo, ele havia criado nada menos que 150 milhões de diferentes pastas – uma para cada correntista do País, interligadas por CPF e CNPJ aos nomes dos titulares e de seus procuradores.

A cada dia, Hal acrescenta a seus arquivos cerca de um milhão de novos registros, em informações providas pelo sistema bancário. O CCS responde cerca de três mil consultas diárias. Toda conta que é aberta, fechada, movimentada ou abandonada, em qualquer banco do País, está armazenada ali, com origem, destino e nome do proprietário.

São três servidores e cinco CPU’s de diversas marcas trabalhando simultaneamente, no que se costuma chamar de cluster. Este conjunto é o coração de um grande sistema de processamento que ocupa um andar inteiro do edifício – sede do Banco Central do Brasil. Seu poderio não vem da capacidade bruta de processamento, mas do software que o equipa. Desenvolvida pelo próprio BC, a inteligência artificial do Hal consumiu a maior parte dos quase R$ 20 milhões destinados ao projeto, gastos principalmente com a compra de equipamentos e o pagamento da mão-de-obra especializada.

Só há dois sistemas parecidos no planeta. Um na Alemanha, outro na França, mas ambos são inferiores ao brasileiro. No alemão, por exemplo, a defasagem entre a abertura de uma conta bancária e seu registro no computador é de dois meses. Visto em perspectiva, o sistema é o complemento tecnológico do Sistema Brasileiro de Pagamentos (SBP), que, nos anos de Armínio Fraga à frente do BC, uniformizou as relações entre os bancos, as pessoas, empresas e o governo.

Com o Hal, o Banco Central, ganha uma ferramenta tecnológica a altura de um sistema financeiro altamente informatizado e moderno. O supercomputador é uma ferramenta decisiva no combate a fraudes, caixa dois e lavagem de dinheiro no Brasil.

IMPORTANTE: O acompanhamento e controle da vida fiscal dos indivíduos e das empresas ficarão tão aperfeiçoados que a Receita Federal passará a oferecer a declaração de imposto de renda já pronta, para validação do contribuinte, o que poderá ocorrer já daqui a dois anos.

Apenas para a primeira etapa da chamada Estratégia Nacional de Atuação da Fiscalização da Receita Federal, foi estabelecida a meta de fiscalização de 37 mil contribuintes, pessoas físicas e jurídicas, selecionados com base em análise da CPMF, segundo publicado em órgãos da mídia de grande circulação.

O projeto prevê, também, a criação de um sistema nacional de informações patrimoniais dos contribuintes, que poderia ser gerenciado pela Receita Federal e integrado ao Banco Central, DETRAN, e outros órgãos. (Fonte: sitecontabil.com.br)

Alerta:
Desta forma, é preciso uma atenção especial as movimentações bancárias, mantendo a compatibilidade das informações declaradas, visando evitar questionamentos do Fisco.


Abraços e muita paz!

IRPF alerta com fim da sonegação fiscal IRPF alerta com fim da sonegação fiscal Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on março 13, 2016 Rating: 5
6 comentários:
  1. E mesmo assim políticos e policiais continuam enriquecendo da noite pro dia ...Como qualquer outro sistema, lei o que seja da receita federal só vai funcionar para o trabalhador honesto ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Frederico!!!
      Grande verdade, tudo sobra para o trabalhador honesto, somos sempre nós que pagamos a conta e o pato... já os políticos desonestos viram ministros... rsrsrsrs...
      Obrigado, fico feliz com sua presença e participação, valeu!!!
      Grande abraço e muita paz!!!

      Excluir
  2. A poupança é isenta. vão inventar a poupança não isenta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Alexandre!!!
      Não é nada difícil, pois já tentaram tributar os juros da poupança em outras ocasiões. Como é uma aplicação popular, espero que continue isenta.
      Obrigado, fico feliz com sua presença e participação, valeu!!!
      Abraços e muita paz!!!

      Excluir
  3. Se a pessoa tiver conta em vários bancos e movimentar 1999 reais em cada todo mes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, caro Maximilian!!!
      O valor mensal é por CPF, o somatório de movimento mensal por cada CPF. As informações são fornecidas pelo Banco Central baseadas no CPF.
      Abraços e ótima semana!!!

      Excluir