A vida e a busca da fonte das alegrias

A vida e a fonte da felicidade
A vida é uma incessante busca da fonte das alegrias, vivemos perseguindo aquilo que nos proporciona felicidade e bem-estar. O sentido da essência da vida é encontrar o amor e a paz em seu interior. Para a arte de viver, é preciso saber a arte de ouvir, doar, amar, sorrir e ter paciência... sempre!

O brando é muito mais forte que o duro. A água é mais forte que a rocha, o amor é mais forte que a violência e o ódio. Por isso é mais importante cultivar o amor, pois apesar de mais brando, é forte o suficiente para vencer o duro ódio, o desprezo e a maldade.

Para mim, o uso da força é proibido em quaisquer circunstâncias, ainda que no interesse do "bem".

Entre os seres humanos, mesmo se intimamente unidos, permanece sempre aberto um abismo que apenas o amor pode superar, e mesmo assim somente como uma passagem de emergência.

Sem amor por si mesmo, o amor pelos outros também não é possível. O ódio por si mesmo é exatamente idêntico ao flagrante egoísmo e, no final, conduz ao mesmo isolamento cruel e ao mesmo desespero.

Um ser humano só cumpre o seu dever quando tenta aperfeiçoar os dotes que a natureza lhe deu.

Vida e a fonte das alegrias
"A maior fonte da alegria que há na vida,
é saber que alguém nos ama; que
nos ama pelo que somos."
(Victor Hugo) 

Onde procurar a fonte das alegrias da vida?
Quanto mais envelhecia, quanto mais insípidas me pareciam as pequenas satisfações que a vida me dava, tanto mais claramente compreendia onde eu deveria procurar a fonte das alegrias da vida. Aprendi que ser amado não é nada, enquanto amar é tudo.

O dinheiro não era nada, o poder não era nada. Vi tanta gente que tinha dinheiro e poder, e mesmo assim era infeliz.

A beleza não era nada. Vi homens e mulheres belos, infelizes, apesar de sua beleza.

Também a saúde não contava tanto assim. Cada um tem a saúde que sente.

Havia doentes cheios de vontade de viver e havia sadios que definhavam angustiados pelo medo de sofrer.

A felicidade é amor, só isto.
Feliz é quem sabe amar. Feliz é quem pode amar muito.
Mas amar e desejar não é a mesma coisa.
O amor é o desejo que atingiu a sabedoria.
O amor não quer possuir.
O amor quer somente amar.

É difícil achar esse trilho de Deus em meio à vida que levamos, na embrutecida monotonia de uma era de cegueira espiritual, com sua arquitetura, seus negócios, sua política e seus homens! Como não haveria de ser eu um Lobo da Estepe e um mísero eremita em meio de um mundo de cujos objetivos não compartilho, cuja alegria não me diz respeito!

Só há felicidade se não exigirmos nada do amanhã e aceitarmos do hoje, com gratidão, o que nos trouxer. A hora mágica chega sempre.

A vida de todo ser humano é um caminho em direção a si mesmo, a tentativa de um caminho, o seguir de um simples rastro.

Se temos a possibilidade de tornar mais feliz e mais sereno um ser humano, devemos fazê-lo sempre.
(Postagem montada com frases e pensamentos do escritor alemão Hermann Hesse)

Abraços e muita paz!

A vida e a busca da fonte das alegrias A vida e a busca da fonte das alegrias Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on fevereiro 12, 2016 Rating: 5
2 comentários:
  1. O mais importante é com certeza o cultivo do Amor, que vence tudo. Nossa Humanidade carece deste sentimento Maior. Foi justamente o que Jesus veio nos ensinar. Muita Paz!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, querida amiga Eloiza!!!
      Sim, este é o sentimento de maior valor, capaz de vencer tudo. Não se encontra alegria sem a prática deste sublime sentimento ensinado pelo nosso grande Mestre Jesus.
      Obrigado querida amiga, fico muito feliz com sua presença e participação, valeu!!!
      Tenha uma excelente e abençoado semana!!!
      Abraços com carinho e muita paz!!!

      Excluir