A inteligência a serviço da arte da vida

Inteligência e humildade na arte da vida
Participar da ação é a medida correta e real da inteligência a serviço da arte da vida. Na inteligência podemos ser pessoas normais, mas na arte da vida temos que ser gênios, pois viver não é pecado. É com genialidade que devemos enfrentar essa dura e fascinante tarefa de viver.

Cada época da vida é um novo capítulo, que deve corrigir o anterior, pois viver bem é nosso dever e obrigação.

Inteligência e humildade na arte da vida

Para viver bem é preciso agir com inteligência e humildade, pois viver, como diz Artur da Távola: é "abrir caixas, cestas e pacotes aos poucos é mergulhar na fantasia”...

“A vida e o futuro são essas caixas que vamos abrindo a cada dia, sem saber o que há lá dentro, sorriso ou frustração"...

E, devemos agir com atenção e inteligência para não correr o risco de uma vida mais ou menos.

Participar da ação é arte da vida


Viver não é pecado


Elimelekh havia feito uma bela pregação, e agora voltava para sua terra natal.

Para homenageá-lo e mostrar gratidão, os fiéis resolveram seguir a carruagem de Elimelekh até que ela saísse da cidade.

Em dado momento, Elimelekh parou a carruagem, pediu que o cocheiro seguisse adiante sem ele, e passou a acompanhar o povo.

- Belo exemplo de humildade - disse um dos homens ao seu lado.

- Não existe qualquer humildade no meu gesto, mas um pouco de inteligência - respondeu Elimelekh.

- Vocês aqui fora estão fazendo exercício, cantando, bebendo vinho, confraternizando uns com os outros, arranjando novos amigos, tudo por causa de um velho que veio falar sobre a arte da vida.

Então, deixemos minhas teorias seguirem naquela carruagem, porque eu quero participar da ação. (Paulo Coelho)

Tarefa de viver


Inteligência e bondade na arte da vida 


Uma inteligência vulgar é como um mau cão de caça, que depressa encontra a pista de um pensamento e depressa a volta a perder;

Uma inteligência invulgar é como um cão de fila, que segue firme e resolutamente a pista até atingir o que é vida. (Hugo Hofmannsthal)

Quando a inteligência e a bondade ou afeto são usados em conjunto, todos os atos humanos passam a ser construtivos. (Dalai Lama)

Abraços e muita paz!

A inteligência a serviço da arte da vida A inteligência a serviço da arte da vida Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on julho 23, 2015 Rating: 5
Nenhum comentário: