Nerd ou Geek, qual sou, eis a questão

Nerd ou Geek, qual você é?
Nerd ou geek, qual sou?... eis a questão. Nesta matéria sobre o vasto universo dos Nerd's e Geek's, vamos tentar descobrir. Constantemente, somos rotulados ou titulados por algum termo de forma estereotipada. Na parte intelectual fica a dúvida se somos nerd ou geek.

A confusão é geral quando temos que escolher qual dos termos faz parte da nossa vida. Fica muito difícil classificar esses dois termos, pois existem nerds dos mais variados tipos e geek's que se dizem nerd's. Geralmente, são os outros que nos rotulam e, na maioria das vezes, de forma errônea. Escolha o seu!

Nerd é um termo que descreve, de forma estereotipada, muitas vezes com conotação depreciativa, uma pessoa que exerce intensas atividades intelectuais, que são consideradas inadequadas para a sua idade, em detrimento de outras atividades mais populares. Por essa razão, um nerd muitas vezes não participa de atividades físicas e é considerado um solitário pelas pessoas. Pode descrever uma pessoa que tenha dificuldades de integração social e seja atrapalhada, mas que nutre grande fascínio por conhecimento ou tecnologia.

Você é nerd ou geek?

Geek (gik) é um anglicismo e uma gíria inglesa que se refere a pessoas peculiares ou excêntricas, obcecadas por tecnologia, eletrônica, jogos eletrônicos ou de tabuleiro, histórias em quadrinhos, livros, filmes, animes e séries. Embora frequentemente considerado como um pejorativo, o termo é usado pelos jovens sem malícia e como uma fonte de orgulho. Seu significado evoluiu conotar "alguém que está interessado em um assunto (normalmente intelectual ou complexo) para sua própria causa".

Nerd ou Geek?

A expressão nerd é utilizada desde o final da década de 1950 no Massachusetts Institute of Technology (MIT). Também há uma versão na qual a palavra derivaria de Northern Electric Research and Development (Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da companhia Northern Electric do Canadá, hoje Nortel), ou seja, atribuída àqueles indivíduos que trabalhavam no laboratório de tecnologia, que eram dados a passar noites em claro nas suas pesquisas.

Na década de 1960 difundiu-se a sua conotação pejorativa, aplicado a pessoas com inteligência geralmente acima da média, com alguma dificuldade em se relacionar socialmente, e que não obedece aos padrões da sociedade - principalmente físicos e intelectuais - tornando-se uma pessoa marginalizada, tímida e solitária.

Geek's vs Nerd's

Atualmente no entanto o termo nerd vem sendo usado por determinados grupos relacionados a interesses específicos como forma de se identificarem.
Os nerds são conhecidos por um determinado estereótipo, muito divulgado em filmes ou desenhos animados, que geralmente não correspondem a realidade total. Eles não têm um padrão próprio de vestuário e podem ser muito sociáveis se sentirem-se confortáveis no ambiente.

Apesar de serem uma Tribo Urbana, pode ser difícil reconhecê-los no dia-a-dia pois, ao contrário das outras tribos, não tem um estilo facilmente reconhecível à primeira vista, porém, com um convívio prolongado, é possível claramente diferenciá-los. Tampouco gostam dos mesmos tipos de música, e nem todos frequentam os mesmos lugares (apesar de uma grande parte frequentar convenções de quadrinhos e ficção científica ou mesmo, preferirem ficar em casa envolvidos em suas atividades).

No Brasil, chama-se CDF o indivíduo que se dedica muito aos estudos. Usa-se a sigla ou acrônimo "CDF" significando "Cabeça-de-ferro" ou "Crânio-de-Ferro", devido aos extensos períodos que a pessoa fica estudando e muito confundido erroneamente com nerd.

Os nerd's e os geek's

A definição de geek mudou consideravelmente ao longo do tempo e já não há um significado definitivo. Os termos nerd, dweeb e dork têm significados semelhantes a geek, mas muitos optam por identificar diferentes conotações entre estes termos, embora as diferenças sejam controversas. Em uma entrevista em 2007 ao Colbert Report, Richard Clarke disse que a diferença entre nerds e geeks é "geeks fazem acontecer".

Adeptos da doutrina geek definem o termo como um “técnico, doutor, autodidata, apaixonado pelo que faz e pelo que compreende”.

Para o psicólogo Erick Itakura, do Núcleo de Pesquisa em Psicologia e Informática da Clínica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, geek e nerd são a mesma coisa. Em sua opinião, o que mudou ao longo dos anos foi a aceitação social das pessoas ligadas em tecnologia.

A palavra geek teve seu primeiro registro em 1876, como sinônimo de fool (bobo) e posteriormente passou a designar artistas ambulantes que ganhavam a vida exibindo-se nos mafuás ou nas ruas, em performances bizarras que incluíam arrancar a cabeça de uma galinha viva com os dentes ou comer insetos (em inglês: bugs). Por analogia, passou-se a designar como computer geek aquele que ganha a vida "comendo" bugs de computador.

Geeks versos nerds

A expressão só adquiriu contornos positivos quando a tecnologia ganhou status de poder liberador. Nos anos 1990, o “Jargon File”, um léxico criado pela primeira geração de pioneiros da internet, definiu geek como "uma pessoa que escolheu a concentração no lugar da conformidade; alguém que busca objetivo (em particular, técnicos) e imaginação, não a adequação social padronizada. Geeks em geral sofrem de neofilia (atração por tudo aquilo que é novidade) e são adeptos de computadores". (Wikipédia)

No geral, geeks são reconhecidos quando começam a falar sobre os próprios estilos de vida, e discussões que envolvem hábitos "legais" ou referências da cultura pop. Frases como "Não há nada melhor do que sentir o cheiro de um autêntico perfume Malbec" ou "Enquanto tira o iPhone do bolso. Deixe-me mostrar meu iPad portátil".

Geek's versos Nerd's 

De acordo com a pesquisa mostrada no infográfico, 87% das pessoas em todo o mundo são mais adeptas aos geeks do que aos nerds. Além disso, 66% acreditam que "ser geek" é um complemento e 31% acreditam que os geeks possuem grandes chances de serem bem sucedidos no que fazem. E se você acha isso pouco, fique atento: 23% não se importam de ser chamados de hipster, contra 41% daqueles que se sentem bem com o termo "geek".

41% das pessoas se sentem mais confortáveis ao serem chamadas de geek, contra 24% das que preferem de nerds. Já no quesito "cognição', 59% dos geeks são mais inteligentes do que aqueles que não são (43%), 48% se mostram obsessivos com certos aspectos da cultura pop - contra 29% dos não-geeks, e 47% têm mais chances de se dar bem profissionalmente do que as outras pessoas (28%).

O único quesito em desvantagem é o da interação social, pois 34% desse "biotipo" têm algum tipo de distúrbio nesse universo. (Olhar Digital)

Nerd's e Geek's

Não existe oficialmente uma disputa entre os grupos e muitas pessoas os confundem, mas como vimos Geeks e Nerds são coisas completamente diferentes.

No campo da cognição, 59% dos Geeks acham que os Geeks são mais inteligentes do que os não Geeks, enquanto entre os não Geeks esse número é de 43%. 48% são obsessivos em relação a certos quesitos da cultura pop, enquanto apenas 29% dos não Geeks partilham desse sintoma. Segundo a mesma pesquisa, 47% dos Geeks têm mais chances de se dar bem profissionalmente, enquanto entre o público não Geek este número é de apenas 28%.

No campo interação social porém, a pesquisa traz o único quesito que deixa os Geeks em desvantagem, pois segundo os dados apurados, 34% deles possuem algum tipo de distúrbio nessa área (Apesar de que para os não Geeks, este número é maior, 54% dos não Geeks acham que Geeks são “desajustados” socialmente). (Supremacia Geek)

Rótulos nerd e geek

Com esta breve matéria, tentamos mostrar a origem e evolução dos nerds e dos geeks, pois o "rótulo" vem conquistado destaque na mídia, na escola, na tecnologia e nas atividades profissionais. O imaginário popular é grande e sem limites, que cada um escolha a que tribo pertence, nerd ou geek, ou ambos.

Abraços e muita paz!

Nerd ou Geek, qual sou, eis a questão Nerd ou Geek, qual sou, eis a questão Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on junho 30, 2015 Rating: 5
2 comentários:
  1. Minha nossa, Luis! Complicado esse negócio de nerd e de geek.
    Ainda bem que não tenho vocação nem pra um nem pra outro ahahahah
    Eu sempre pensei que o termo nerd era pejorativo, que chamar nerd a alguém era chamar.lhe frouxo, pateta, desligado, coisas assim. Afinal estava enganada, ser nerd não é tão mau assim kkkkk
    Bjinhos no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, minha querida amiga Gatinha!!!
      Ahahahahahaha...
      Minha querida amiga, acho melhor não ser nem um, nem outro, mas conservar um pouco de cada... kkkkkkkkk... complicou mais ainda... rsrsrsrs...
      Também pensava como você, mas parece que o termo não é tão pejorativo assim, tem até as suas vantagens intelectuais e tecnológicas. Acho melhor a gente preservar um tanto de cada para não ficar excluído da massa... afinal, é a massa que faz o bom pão... kkkkkkkkk...
      Valeu minha querida amiga!!!
      Beijinhos no coração!!!

      Excluir