A vida sem os vícios e paixões inúteis

Combatendo os vícios e as paixões
Precisamos aprender a viver a vida sem os vícios e as paixões inúteis. Eliminar esses males é vencer a nós mesmos, é dar oportunidade à vida. Aprender a viver bem e pensar que cada dia é, por si só, uma vida inteira.
Aconteça o que acontecer na sua vida, não perca a sua paz interior, ela é a força que você precisa para manter-se em equilíbrio mesmo durante as piores tempestades.

Mesmo que te surjam contratempos, afirma hoje, com convicção: Este dia é bom. Nele vejo condições de bem pensar e agir. Cada hora, cada minuto é abençoado e precioso. Deus, que me vê e protege, dá-me este dia para que eu progrida e seja feliz. Assim, farei das dificuldades um caminho para o meu equilíbrio, do nervosismo um meio de obter a calma e das desavenças uma força para a paz.

Combatendo os vícios e as paixões

Vencer os outros não chega a ser uma grande vitória.
Vitorioso é aquele que consegue vencer a si mesmo combatendo seus vícios e controlando suas paixões.
A vitória sobre nós mesmos é muito mais difícil.
Ela requer mais coragem mais disciplina e mais decisão.
Se você não conseguir na primeira vez tente de novo.
O simples fato de tentar de novo já será sua primeira vitória.

Viva bem e em paz

Aproveite a vida, viva bem e em paz

A vida é uma oportunidade, aproveite-a.
A vida é beleza, admira-a.
A vida é beatificação, saboreia.
A vida é sonho, torna-o realidade.
A vida é um desafio, enfrenta-o.
A vida é um dever, cumpre-o.
A vida é um jogo, joga-o.
A vida é preciosa, cuida-a.
A vida é riqueza, conserva-a.
A vida é amor, goza-a.
A vida é um mistério, desvela-o.
A vida é promessa, cumpre-a.
A vida é tristeza, supera-a.
A vida é um hino, canta-o.
A vida é um combate, aceita-o.
A vida é tragédia, domina-a.
A vida é aventura, afronta-a.
A vida é felicidade, merece-a.
A vida é a VIDA, defende-a.
(Madre Teresa de Calcutá)

Os vícios e as virtudes 

O dia mais belo: hoje.
As paixões e as virtudesA coisa mais fácil: errar.
O maior obstáculo: o medo.
O maior erro: o abandono.
A raíz de todos os males: o egoísmo.
A distração mais bela: o trabalho.
A pior derrota: o desânimo.
Os melhores professores: as crianças.
A primeira necessidade: comunicar-se.
O que traz felicidade: ser útil aos demais.
O pior defeito: o mau humor.
A pessoa mais perigosa: a mentirosa.
O pior sentimento: o rancor.
O presente mais belo: o perdão.
O mais imprescindível: o lar.
A rota mais rápida: o caminho certo.
A sensação mais agradável: a paz interior.
A maior proteção efetiva: o sorriso.
O maior remédio: o otimismo.
A maior satisfação: o dever cumprido.
A força mais potente do mundo: a fé.
As pessoas mais necessárias: os pais.
A mais bela de todas as coisas: O AMOR!!!
(Madre Tereza de Calcutá)

Desconfie do destino

Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando... Porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive, já morreu... (Sarah Westphal)

Ninguém se preocupa em ter uma vida virtuosa, mas apenas com quanto tempo poderá viver. Todos podem viver bem, ninguém tem o poder de viver muito. (Sêneca)

O Caminho reto

As maiores almas são tão capazes dos maiores vícios como das maiores virtudes, e os que avançam muito lentamente são capazes de obter maiores vantagens, se seguirem sempre o caminho reto, do que aqueles que correm muito, mas se afastam desse caminho.
(René Descartes)

Abraços e muita paz!

A vida sem os vícios e paixões inúteis A vida sem os vícios e paixões inúteis Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on abril 05, 2015 Rating: 5
Nenhum comentário: