DIAS AFLITOS

Sonhe, mas não deseje ser quem você não é.
Isso é pesadelo.
Almeje, mas não queira uma vida igual a de outrem.
Isso é morte.
Imagine, mas não fantasie com o que não pode ter.
Isso é loucura.
Dispute, mas não tente vencer o invencível.
Isso é suicídio.
Fale, mas não apenas de si próprio.
Isso é egoísmo.
Apareça, mas não se mostre com orgulho.
Isso é exibicionismo.
Admire, mas não se machuque com inveja.
Isso é falta de auto-apoio.
Avalie, mas não se coloque como modelo de conduta.
Isso é egocentrismo.
Alegre-se, mas não em exagero e com alarde.
Isso é desequilíbrio.
Elogie, mas não se desmanche em bajulações.
Isso é hipocrisia.
Observe, mas não faça julgamentos.
Isso é baixa auto-avaliação.
Chore, mas não se declare um ser infeliz.
Isso é auto-piedade.
Importe-se, mas não cuide da vida do próximo.
Isso é abandonar sua própria vida.
Ande, mas não atravesse o caminho alheio.
Isso é invasão.
Viva, feliz com o que pode ter.
Feliz com o que dá para ser. Isso é Paz.
(Silvia Schimidt)

DIAS AFLITOS DIAS AFLITOS Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on julho 08, 2010 Rating: 5
2 comentários:
  1. "Viva, feliz com o que pode ter. Feliz com o que dá para ser. Isso é Paz"
    Pirollo, estou aqui no meu canto, com lágrimas nos olhos, porque hoje preciso de paz.
    Querendo coisas e mais coisas esquecemos de valorizar o que podemos ter e podemos ser.
    Agradeço imensamente por me lembrar disso.
    Grande abraço, querido.

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga Liliane!!! Agradeço pelo comentário e fico feliz que tenha gostado da mensagem. Abraço e muita paz!!!

    ResponderExcluir