A vida e a era da cegueira espiritual

Vida e o crescimento espiritual
A vida moderna passa pela era da cegueira espiritual. A grande maioria pensa de forma unilateral, supervaloriza os interesses próprios e o crescimento material. A mente e os pensamentos são sempre guiados em benefício próprio, em detrimento do coletivo.

Mas não podemos esquecer que só seremos cidadãos agindo coletivamente.

Devemos estar comprometidos a aprender e a praticar o desapego das visões e a ser abertos para as percepções e as experiências dos outros para que possamos nos beneficiar da sabedoria coletiva.

Nesta vida não é o cérebro o que mais importa, mas aquilo que orienta e alimenta a nossa mente, o nosso caráter, o bom coração, a prática da generosidade, enfim, as nossas ideias progressivas coletivas. O que realmente importa são as posições que tomamos na vida.

Vida  e as qualidades ewspirituais

É difícil achar o trilho de Deus em meio à vida que levamos, na embrutecida monotonia de uma era de cegueira espiritual, com sua arquitetura, seus negócios, sua política e seus homens! (Hermann Hesse)

A vida e a era da cegueira espiritual
Não se esqueça que o fraco de hoje pode ser o forte de amanhã.

Ninguém é tolo, e a vida ensina a todos, mesmo que isto exija tempo.

Saiba tratar cada um de acordo com suas qualidades espirituais, e não se deixe enganar pelas aparências.
Consiga aliados.

A vida dá muitas voltas, e nos coloca diante de provas a cada momento de nossa existência. Por isso, se você estiver numa posição boa, procure beneficiar seus amigos.

Distribua generosamente aquilo que recebe, e desta maneira nunca lhe faltará nada – mesmo nos momentos difíceis.

Deixe a energia das bênçãos circular livremente. É surpreendente a eficácia da generosidade.
(Paulo Coelho)

Doando Vida
Doar significa, primeiro, oferecer alegria, felicidade e amor.

Existe uma planta, muito conhecida na Ásia, um membro da família das cebolas, que fica deliciosa nas sopas, no arroz frito e nas omeletes.

Que a cada vez que a cortamos torna a crescer em vinte e quatro horas. E quanto mais se corta essa planta, maior e mais forte ela cresce.

A planta representa a Generosidade. Não guardamos nada para nós. Apenas queremos doar.

Talvez a outra pessoa se sinta feliz com isso, mas com certeza os maiores beneficiados seremos nós mesmos.

Quer você dê sua presença, sua estabilidade, sua paz, sua leveza, sua firmeza, sua liberdade, ou sua compreensão, sua dádiva fará milagres.

A Generosidade é a prática do Amor.
(Thich Nhat Hanh)

Não existe nobreza sem generosidade, assim como não existe sede de vingança sem vulgaridade. (Joseph Roth)

A verdadeira generosidade para com o futuro consiste em dar tudo ao presente. (Albert Camus)

Abraços e muita paz!

A vida e a era da cegueira espiritual A vida e a era da cegueira espiritual Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on março 11, 2016 Rating: 5
Nenhum comentário: