Vida e a qualidade do sono e do colchão

A vida e a importância do sono
A qualidade do nosso sono está diretamente ligada à qualidade de vida do ser humano. Um dos fatores determinantes para uma boa noite de sono é a escolha adequada do colchão, portanto, deve ser uma superfície confortável e adequada para o seu peso.

A carência ou má qualidade do sono pode desencadear vários problemas de saúde.

Dormir bem é tão importante para se ter um estilo de vida saudável quanto fazer exercícios físicos e ter uma alimentação adequada, pois é este período que o nosso corpo utiliza para r estabelecer o seu equilíbrio.

Enquanto dormimos, nosso organismo realiza funções extremamente importantes: fortalecimento do sistema imunológico, secreção e liberação de hormônios, consolidação da memória, entre outras.

Porém, a falta de tempo de descanso provocada pelo corrido cotidiano urbano, aliada aos inúmeros distúrbios noturnos que atingem boa parte da população, prejudica o desempenho dessas funções. “Dormia-se nove horas por noite no começo do século XX. Hoje, este tempo é cada vez menor”, explica o pneumologista, professor da Faculdade de Medicina (FMUSP) e diretor do Laboratório do Sono do Instituto do Coração (InCor), Geraldo Lorenzi Filho.

Importância do colchão na qualidade de vida

Importância do colchão na qualidade de vida

Qual a importância do colchão na qualidade do sono?
O colchão é um instrumento determinante na qualidade do nosso sono, se levarmos em consideração que dormimos em média sete horas por noite, tente imaginar-se deitado acordado por todo esse período sobre uma superfície desconfortável, o que acontece quando dormimos num colchão excessivamente firme (pode causar cãibras e formigamento e constante mudança de posição) ou excessivamente macio (causa cansaço e constante mudança de posição).

Só não damos a devida importância ao produto, pois passamos quase todo o período em que fazemos uso dele de forma inconsciente, entretanto, os reflexos da qualidade do sono que temos são sentidos durante todo o dia que o segue.

Existem no mercado uma infinidade de opções de colchões, para que você possa fazer uma boa escolha. Deve-se levar em conta os seguintes fatores: Qualidade, Peso do Consumidor, Preferência de Conforto e Necessidades Especiais.

Qualidade: ao optar por um colchão de molas, saiba que a quantidade e o formato das mesmas são fatores determinantes de sua qualidade, por isso procure optar entre os sistemas de molejo mais confortáveis e resistentes como o "LFK", "Pocket”, "Superlastic" ou "Miracoil", evitando o tradicional "Bonnell", que é a opção mais encontrada no varejo, mas a que apresenta a menor concentração de molas por metro quadrado. Se optar por um colchão de espuma, prefira os que possuam o Selo de Qualidade do INMETRO.

Peso: tanto os colchões de molas como os de espuma são projetados para suportar um peso limitado, antes de comprar, verifique se ele é adequado ao seu peso.

Preferência de Conforto: cada pessoa tem uma preferência por conforto própria, alguns preferem colchões firmes, outros mais macios, cada tipo de molejo e cada densidade oferecerá um grau diferente de firmeza, entretanto nos colchões de espuma a liberdade de escolha fica muito limitada ao fator Peso, que é determinante neste tipo de produto, já os colchões de molas permitem que haja uma liberdade muito maior de escolha.

Necessidades Especiais: neste quesito encontram-se as pessoas que possuem algum tipo de problema de saúde, como por exemplo: hérnia de disco, bico de papagaio, osteoporose, etc.; nestes casos, existe uma indicação específica para cada tipo de problema.
Por exemplo: hérnia de disco e bico de papagaio, necessidade de colchão firme (molas "miracoil", molas "LFK", espuma Densidade 45)
Outro exemplo: osteoporose, necessidade de colchão macio (molas "pocket", molas “bonnell", espuma de baixa densidade).

Que tipo de problemas a carência de sono pode desencadear?
- Redução da Eficiência do Sistema Imunológico.
- Alteração do Equilíbrio Hormonal.
- Obesidade.
- Maior Probabilidade de Estado Pré-Diabético.
- Distúrbios como Depressão e Ansiedade.
- Dificuldade de Cognição.
- Dificuldade de Concentração.
- Irritação.

O que é Densidade e por que são usadas as nomenclaturas D-23, D-28, D-33 e D-45?
A densidade é o termo usado para se medir o peso de uma espuma em um determinado volume.
Exemplo: um colchão de espuma com Densidade 33 (D-33) é criado a partir de um bloco de espuma que se tivesse hipoteticamente um metro de altura, por um metro de comprimento por um metro de largura e possuiria 33 kg de peso, da mesma forma um D-28 nas mesmas dimensões iria possuir um peso de 28 kg, ou seja, vai ter uma densidade menor e portanto suportará uma pessoa com menos peso.

O que muda na qualidade da espuma de um fabricante para outro?
Dependendo dos materiais utilizados na formulação da espuma, é possível produzir dois colchões com mesma densidade, mas um durar cinco anos enquanto que o outro não resista mais que dois anos.

Para evitar os colchões de baixa qualidade, prefira os que foram certificados por um laboratório independente que ateste que ele está em conformidade com as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Quais tipos de molas são firmes e quais são macias?
Pocket Bonnell (extra macio), Bonnell (macio), Pocket Barril (macio), Superlastic (intermediário), LFK (firme) e Miracoil (extra firme).

Qual o tempo de vida útil de um colchão?
Se for de espuma, normalmente irá durar de dois a três anos, podendo chegar até a cinco anos nos modelos certificados pelo INMETRO.
Se for de molas, normalmente irá durar de cinco anos (no molejo tradicional "Bonnell") e dez anos (demais molejos).

Quais as diferenças de se comprar um colchão de espuma ou um de molas?
Espuma:
- menor custo
- estabilidade
- menor durabilidade

Molas:
- conforto muito superior
- durabilidade muito superior
- não esquenta
- acomoda melhor o quadril e o ombro
- ser mais adequado a casais com considerável diferença de peso

Qual é o melhor tipo de molejo?
Depende: para quem necessita ou gosta de um colchão extra firme, a melhor opção é o molejo "Miracoil"; para quem prefere um colchão mais macio a melhor opção é o molejo "Pocket" (ensacado). Já para quem prefere um grau intermediário de conforto, pode-se optar pelo molejo "LFK" ou pelo molejo "Superlastic".

A opção do molejo "Bonnell" (tradicional) é a mais simples, entretanto uma boa opção para quem quer deixar de usar um colchão de espuma e adquirir os benefícios de ter um colchão de molas por um preço quase equivalente ao do colchão de espuma.

O que acontece se for adquirido um colchão de molas "Pocket" (macio) para quem gosta de um colchão firme ou o inverso, adquirir um molejo "Miracoil" (extra firme) sendo que a preferência é por um colchão macio?
O mesmo que adquirir um calçado desconfortável e usá-lo todos os dias, ou seja, você dificilmente se adaptará ao produto, por isso o momento da escolha é fundamental, pois a falta de adaptação, diferentemente do defeito, não obriga a fornecedor a lhe trocar o produto por outro.

 Colchão ortopédico com "tábua" é bom para a coluna?
Não, o nosso corpo apresenta partes salientes como ombro e quadril, por isso o colchão ideal deve ser firme o bastante de modo a suportar o nosso peso, mas flexível o suficiente a ponto de acomodar estas saliências mantendo desse modo a coluna vertebral na posição correta.

Colchão Magnético funciona?
O Conselho Brasileiro de Medicina bem como o dos países europeus e da américa do norte não avaliza este tipo de produto, existem alguns estudos médicos que apontam que o magnetismo exerce influência sobre o nosso corpo, mas não se chegou a um consenso sobre até que ponto isto pode ser benéfico ou não.
As fábricas e lojas mais renomadas evitam comercializar este produto uma vez que ninguém pode garantir os benefícios que os defensores deste conceito alegam existir. (Fonte: Colchões Center) -http://www.colchoescenter.com.br/dicas.html

A qualidade do sono começa no colchão, passamos um terço das nossas vidas dormindo e os outros dois terços dependem da qualidade desse sono para que possam ser plenos e bem aproveitados. O cansaço, dores e fadiga durante o dia podem resultar de uma noite mal dormida e muitas vezes o responsável por estes problemas é o colchão.



Abraços e muita paz!

Vida e a qualidade do sono e do colchão Vida e a qualidade do sono e do colchão Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on novembro 12, 2015 Rating: 5
Nenhum comentário: