Vida e intervenção externa no cotidiano

Vida e a interferência nas escolhas
Na vida passamos constantemente por intervenção externa em nosso cotidiano, mas todos nós sabemos que a decisão final é sempre nossa, escolher é viver. Cada um é o responsável e o construtor de sua própria vida. Portanto, viva sem medo de escolher e enfrentar as estradas que vão surgindo diariamente, faça sempre a escolha que achar melhor e aprenda com ela.

A vida é uma estrada com amanhãs inesperados. Por isso, não podemos nos deixar abater por uma derrota nem permitir que nada, nem ninguém estabeleça aonde podemos chegar.

Vida e as escolhas do cotidiano
Quando, na estrada da vida, tropeçamos e caímos, temos duas escolhas:
1- Criar coragem para nos erguer, chacoalhar a poeira da roupa e seguir adiante.
2- Aguardar que alguém, passando, nos dê a mão e nos ajude a levantar.

Esperar nos outros, é mais cômodo e muito confortável, mas podemos nos decepcionar profundamente.

O melhor é depender de nós mesmos, e ainda que difícil, contar com nossa própria força (Wally Osvanilda Iost Wenzel Martins Elsissy)

Vida de dentro pra fora

Vida de dentro pra fora
Pense sempre de forma positiva sempre que um pensamento negativo vier a sua cabeça troque-o por outro.

Não se queixe. Quando você reclama, tal qual um ímã, você atrai para si toda a carga negativa de suas próprias palavras.

A maioria das coisas que acabam dando errado começa a se materializar quando nos lamentamos.

Risque a palavra culpa do seu dicionário. Não se permita esta sensação, pois quando nos punimos, abrimos nossa retaguarda para espíritos opressores e agressores, que vibram com nossa melancolia. Ignore-os.

Não deixe que interferências externas tumultuem o seu cotidiano. Livre-se de fofocas, comentários maldosos e gente deprimida. Isto é contagioso.

Seja prestativo com quem presta. Sintonize com gente positiva e alto astral.

Não se aborreça com facilidade e nem dê importância às pequenas coisas. Quando nos irritamos, envenenamos nosso corpo e nossa mente.

Procure conviver com serenidade e quando tiver vontade de explodir, conte até dez.

Viva o presente.
O ansioso vive no futuro.
O rancoroso, vive no passado.
Aproveite o aqui e agora.
Nada se repete, tudo passa.
Faça o seu dia valer a pena.
Não perca tempo com melindres e preocupações, pois só trazem doenças. (desconheço o autor)

Imagine uma viagem em um carro chamado Vida, uma estrada chamada Sonho, com amores chamados Família e um amigo chamado Deus.

Então vire a esquina chamada Esperança e quando chegar num lugar chamado Sucesso, agradeça ao motorista chamado Jesus!

Quando chegar à casa chamada Prosperidade, não se acanhe com os hóspedes cujos nomes são: Andei, Lutei e Venci! (Tathios)



Abraços e muita paz!

Vida e intervenção externa no cotidiano Vida e intervenção externa no cotidiano Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on novembro 26, 2015 Rating: 5
Nenhum comentário: