Vida e as diversas maneiras de amar

Vida e os diversos tipos de amor

O amor está presente na vida de todos e podemos distinguir os diversos tipos de amor em função da estima. São diversas maneiras de amar. Mas o que é o amor? O amor é grande afeição de uma pessoa por outra, é a grande amizade, o carinho, a simpatia, a ligação espiritual. Enfim, é a forte afeição por outra pessoa, nascida de laços de consanguinidade ou de relações sociais.

A vida e as definições e tipos de amor

Amor, palavra derivada do latim "amore" é uma emoção ou sentimento que leva uma pessoa a desejar o bem a outra pessoa ou a uma coisa.

O uso do vocábulo, contudo, lhe empresta outros tantos significados, quer comuns, quer conforme a ótica de apreciação, tal como nas religiões, na filosofia e nas ciências humanas.

O amor possui um mecanismo biológico que é determinado pelo sistema límbico, centro das emoções, presente somente em mamíferos e talvez também nas aves - a tal ponto que Carl Sagan afirmou que o amor parece ser uma invenção dos mamíferos. (Dicionário Aurélio, Delton Croce e D. Croce Jr.)

Vários são os estudos que se têm feito ao longo dos anos para perceber o próprio amor. Concluiu-se que o amor é constituído ou formado, por três componentes: a intimidade, a paixão, e o compromisso.

Vida e o amor bíblico
 Onde há Fé, há Amor;
onde há Amor, há Paz;
onde há Deus, nada falta!
(Marden)

Do ponto de vista bíblico o amor tem quatro definições:

Amor Eros
O amor Eros representa o amor sexual, carnal, repleto de paixões inebriantes, a pura atração física, que manifesta o instinto de união e reprodução.

Amor Philos
Amor Philos é o amor fraternal, que envolve lealdade, igualdade e mútuo benefício, além de dedicação ao objeto amado.

Amor Storge
Amor Storge é o amor da família. É o amor conjugal, familiar, doméstico. Refere-se ao amor especial existente entre pais e filhos. Este é um amor puro e eterno.

Amor Ágape
O Ágape é o amor de Deus. É incondicional, não está dependente de uma resposta positiva: Eu amo-te, se tu me amares também.

Os que amam profundamente, jamais envelhecem; podem morrer de velhice, mas morrem jovens. O amor é a imagem de Deus, mas não uma imagem da vida. É, isto sim, a verdadeira essência de toda a natureza divina, que fulga em bondade. (Martinho Lutero)


Os Vários Tipos de Amor

Me parece que podemos, com maior razão, distinguir o amor em função da estima que temos pelo que amamos, em comparação com nós mesmos. Porque quando estimamos o objeto do nosso amor menos que a nós mesmos, temos por ele apenas uma simples afeição; quando o estimamos tanto quanto a nós mesmos, a isso se chama amizade; e quando o estimamos mais, a paixão que temos pode ser denominada como devoção.

Assim, podemos ter afeição por uma flor, por um pássaro, por um cavalo; porém, a menos que o nosso espírito seja muito desajustado, apenas por seres humanos podemos ter amizade. E de tal maneira eles são objeto dessa paixão que não há homem tão imperfeito que não possamos ter por ele uma amizade muito perfeita, quando pensamos que somos amados por ele e quando temos a alma verdadeiramente nobre e generosa.

Quanto à devoção, o seu principal objeto é sem dúvida a soberana divindade, da qual não poderíamos deixar de ser devotos quando a conhecemos como se deve conhecer. Mas também podemos ter devoção pelo nosso príncipe, pelo nosso país, pela nossa cidade, e mesmo por um homem particular quando o estimamos muito mais que a nós mesmos.

Ora, a diferença que há entre esses três tipos de amor se manifesta principalmente pelos seus efeitos; pois, como em todos nos consideramos juntos e unidos à coisa amada, estamos sempre dispostos a abandonar a menor parte do todo que compomos com ela, para conservar a outra.

Isto nos leva, na simples afeição, a que sempre nos preferirmos ao que amamos; e, na devoção, ao contrário, a preferirmos a coisa amada e não a nós mesmos, de tal forma que não hesitamos em morrer para a conservar.

Frequentemente se viram exemplos disso, nos que se expuseram à morte certa para defender o seu príncipe ou a sua cidade, e mesmo às vezes pessoas particulares às quais se tinham devotado por inteiro. (René Descartes)

Da combinação destes tipos de amor surgem infinitas variações criadas pelas suas combinações.

O tempo é muito lento para os que esperam.
Muito rápido para os que têm medo.
Muito longo para os que lamentam.
Muito curto para os que festejam.
Mas, para os que amam, o tempo é eterno.
(Henry Van Dyke)


Abraços e muita paz!

Vida e as diversas maneiras de amar Vida e as diversas maneiras de amar Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on novembro 09, 2015 Rating: 5
4 comentários:
  1. Não há o que dizer ou contestar. Foi dito com muita propriedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Lenir Albuquerque!!!
      Obrigado, que bom que gostou, fico muito feliz com sua presença, participação e carinho, valeu!!!
      Tenha um maravilhoso e abençoado dia!!!
      Abraços e muita paz!!!

      Excluir
  2. O Amor é o Sentimento por excelência o que engloba todos os outros. Onde há o BEM...há o Amor. Tenhamos sempre Deus no coração, nada nos faltará.Um dia quando formos Espíritos Perfeitos...saberemos o que realmente é o Amor...em todos sentidos.!! Que nossa Luta seja pelo Amor!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, querida amiga Eloiza!!!
      Sim, este é o sentimento sublime, a grande lição passada por nosso grande Mestre Jesus. Somente ele pode nos trazer todas as outras boas virtudes.
      Obrigado, querida amiga, fico muito feliz com sua presença e participação, valeu!!!
      Tenha um dia maravilhoso, feliz e abençoado!!!
      Abraços e muita luz em seu caminho!!!

      Excluir