Vida em paz praticando o amor e o perdão

Viva a paz praticando amor e pardão
Para viver em paz é preciso seguir praticando o amor e o perdão, sempre agindo com honestidade no que diz respeito aos sentimentos interiores, isto é, os sentimentos da nossa própria alma, algo que vem de dentro para fora. É sabido que sem a paz interior, sem calma interior, é difícil encontrar uma paz que persista ao tempo.

A paz interior é a felicidade plena, coração leve como uma pena, livre da angústia, da raiva, do sofrimento, e tudo que te reprime, que deixa seu peito apertado. (Matheus Rodrigues da Silva)

A paz interior é o seu maior tesouro. Não deixe que a ansiedade venha roubá-la, nem permita que alguém a destrua. Seja com atitudes ou comentários. Seja você revestido da certeza, de que a noite mais escura vai passar... (André Luiz)

Paz interior e prática do amor

Vida, honestidade, amor e perdão
As palavras de Cristo estão relacionadas à paz interior. Relacionamentos honestos reproduzem os dogmas pregados pelos sermões de nossa própria alma, de dentro para fora.

É certo, porém, que através do contato com os outros, desvendamos verdades outrora invisíveis, que a princípio, são dogmas, mas não devem nortear nossas vidas.

Os dogmas que exigem da gente um desgaste excessivo de energia e tempo para compreendê-los e praticá-los, não devem se tornar nossos mestres.

Amor e perdão são os ensinamentos básicos de Jesus, e, certamente, falar deles não é tão simples. Praticá-los também não é tarefa simples.

Perdoar é algo tão abstrato que só podemos sentir, por mais que se diga e se abrace o algoz.

Acredito que a paz das pessoas está relacionada muito ao ato de perdoar os algozes do passado, sendo a partir daí, que se deve ocorrer a expulsão dos demônios de nossas mentes.

O perdão não quer dizer que o algoz deva fazer parte novamente de nossas vidas, do nosso cotidiano.

É honesto que os afastemos, os algozes, desde que assim o seja com o amor pregado por Jesus e não a partir de atos estúpidos requintados de humilhação.

Os demônios são espertos, e só se vão quando são expostos na berlinda do nosso coração. (Augusto Vicente)

Descobri que o mais alto grau de paz interior decorre da prática do amor e da compaixão. Quanto mais nos importamos com a felicidade de nossos semelhantes, maior o nosso próprio bem-estar.

Ao cultivarmos um sentimento profundo e carinhoso pelos outros, passamos automaticamente para um estado de serenidade. Esta é a principal fonte da felicidade. (Dalai Lama)


Vida em paz praticando o amor e o perdão Vida em paz praticando o amor e o perdão Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on outubro 07, 2015 Rating: 5
2 comentários:
  1. Concordo que o mais alto grau da Paz Interior decorre da prática de Amor e da Compaixão. Façamos por praticá-los sempre em nossas vidas. O Amor não só perdoa como esquece.... Tenhamos sempre o Dom Supremo do Amor em nossos corações.Muita Paz Divina para VC!

    ResponderExcluir
  2. Boia noite, querida amiga Eloiza!!!
    Sim, a prática do amor e da compaixão lava a alma e deixa o coração mais leve.
    Obrigado, fico muito feliz com sua presença e participação, valeu!!!
    Muita paz Divina para você também!!!
    Tenha um bom feriado e uma ótima semana!!!
    Abraços e muita luz em sua vida!!!

    ResponderExcluir