Pensamentos não são verdades absolutas

A vida e nossas próprias verdades
Os nossos pensamentos e ideias momentâneas nem sempre nos levam à verdadeira realidade dos fatos e muitas vezes são causadores de julgamentos precipitados e suspeitas infundadas. Nem sempre eles se transformam em verdades absolutas.

Nunca devemos julgar e nem suspeitar de alguém sem antes analisar profundamente e imparcialmente o problema ou no fato acorrido.

A vida e nossas próprias verdades

Constantemente criamos nossa própria realidade, embora achemos difícil aceitar isso. Não há nada mais refinadamente agradável do que culpar alguém pelos fatos ocorridos.

É sempre mais fácil culpar os outros do que botar o cérebro para funcionar e analisar a situação.

Tenha mais interesse pela solução dos problemas, e não em culpar os demais, pois o julgamento precipitado pode causar grande injustiça e consequentemente um grande arrependimento mais tarde.

Jamais perca tempo culpando outras pessoas por suas faltas, problemas da vida ou as desgraças do mundo. Compreenda que o que importa na vida é aquilo que está sob seu controle.

Você pode encontrar falhas nos atos dos demais e nos seus, mas em vez de distribuir censuras ou culpas pessoais, aja para eliminá-las.

Pensamento nem sempre é a verdade

A suspeita infundada de uma mente


O folclore alemão conta a história de um homem que, ao acordar, reparou que seu machado desaparecera.

Furioso, acreditando que seu vizinho o tivesse roubado, passou o resto do dia observando-o.

Viu que tinha jeito de ladrão, andava furtivamente como ladrão, sussurrava como um ladrão que deseja esconder seu roubo.

Estava tão certo de sua suspeita que resolveu entrar em casa, trocar de roupa e ir até a delegacia dar queixa.

Assim que entrou, porém, encontrou o machado que sua mulher havia colocado em outro lugar.

O homem tornou a sair, examinou de novo o vizinho, e viu que ele andava, falava e se comportava como qualquer pessoa honesta.

Não devemos julgar a vida dos outros, porque cada um de nós sabe de sua própria dor e renúncia. Uma coisa é você achar que está no caminho certo, outra é achar que seu caminho é o único.

Os outros são apenas espelhos da sua própria imagem. Você não pode amar ou detestar alguma coisa em outra pessoa sem que isso reflita alguma coisa que você ama ou detesta em si mesmo.

É você quem escolhe o que quer fazer da sua vida. Você tem todas as ferramentas e recursos de que precisa. O que faz com eles, é problema seu. A escolha é sua.
(Paulo Coelho - Maktub)

Pensamento nem sempre é a verdade

Não tente colocar os seus pensamentos e ideias como verdades absolutas. A verdade nem sempre é a resposta que buscamos, é por vezes, arma dolorosa que fere tanto quanto a mentira, por isso, busque apenas o conhecimento. Saber do que você precisa já pode te livrar de muita coisa ruim.

E cuide dos seus atos, são eles que formam o que você está vivendo, e atraem semelhantes coisas para a sua eternidade. Somos o que fazemos repetidamente. A excelência não é um ato, mas um hábito. (Aristóteles)

Abraços e muita paz!

Pensamentos não são verdades absolutas Pensamentos não são verdades absolutas Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on agosto 12, 2015 Rating: 5
16 comentários:
  1. Nunca devemos julgar e nem suspeitar de alguém sem antes analisar profundamente e imparcialmente o problema ou no fato acorrido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode encontrar falhas nos atos dos demais e nos seus, mas em vez de distribuir censuras ou culpas pessoais, aja para eliminá-las.

      Excluir
    2. Você pode encontrar falhas nos atos dos demais e nos seus, mas em vez de distribuir censuras ou culpas pessoais, aja para eliminá-las.

      Excluir
  2. Nunca devemos julgar e nem suspeitar de alguém sem antes analisar profundamente e imparcialmente o problema ou no fato acorrido.

    ResponderExcluir
  3. Os outros são apenas espelhos da sua própria imagem. Você não pode amar ou detestar alguma coisa em outra pessoa sem que isso reflita alguma coisa que você ama ou detesta em si mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Os outros são apenas espelhos da sua própria imagem. Você não pode amar ou detestar alguma coisa em outra pessoa sem que isso reflita alguma coisa que você ama ou detesta em si mesmo.

    ResponderExcluir
  5. E cuide dos seus atos, são eles que formam o que você está vivendo, e atraem semelhantes coisas para a sua eternidade. Somos o que fazemos repetidamente. A excelência não é um ato, mas um hábito. (Aristóteles)

    ResponderExcluir
  6. E cuide dos seus atos, são eles que formam o que você está vivendo, e atraem semelhantes coisas para a sua eternidade. Somos o que fazemos repetidamente. A excelência não é um ato, mas um hábito. (Aristóteles)

    ResponderExcluir
  7. Não devemos julgar a vida dos outros, porque cada um de nós sabe de sua própria dor e renúncia. Uma coisa é você achar que está no caminho certo, outra é achar que seu caminho é o único.

    ResponderExcluir
  8. Não devemos julgar a vida dos outros, porque cada um de nós sabe de sua própria dor e renúncia. Uma coisa é você achar que está no caminho certo, outra é achar que seu caminho é o único.

    ResponderExcluir
  9. É você quem escolhe o que quer fazer da sua vida. Você tem todas as ferramentas e recursos de que precisa. O que faz com eles, é problema seu. A escolha é sua.

    ResponderExcluir
  10. Os outros são apenas espelhos da sua própria imagem. Você não pode amar ou detestar alguma coisa em outra pessoa sem que isso reflita alguma coisa que você ama ou detesta em si mesmo.

    ResponderExcluir
  11. Os outros são apenas espelhos da sua própria imagem. Você não pode amar ou detestar alguma coisa em outra pessoa sem que isso reflita alguma coisa que você ama ou detesta em si mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenha mais interesse pela solução dos problemas, e não em culpar os demais, pois o julgamento precipitado pode causar grande injustiça e consequentemente um grande arrependimento mais tarde.

      Excluir
  12. Não tente colocar os seus pensamentos e ideias como verdades absolutas. A verdade nem sempre é a resposta que buscamos, é por vezes, arma dolorosa que fere tanto quanto a mentira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca devemos julgar e nem suspeitar de alguém sem antes analisar profundamente e imparcialmente o problema ou no fato acorrido.

      Excluir