Vida e o mundo do estresse e da estafa

Mundo do estresse e da estafa
Vivemos no mundo do estresse e da estafa, que se continuado pode se transformar em graves doenças mentais e físicas. O estresse é o maior amigo da ansiedade e o maior inimigo da paz. Com a propagação da palavra “estresse”, parece que prezar pelo bem-estar mental se tornou algo chato, fora de moda, como se já não houvesse mais nenhuma importância. Alguns ainda se preocupam com o corpo, mas ao mesmo tempo existem pessoas que só se dão conta da relevância em se manter saudável quando realmente tal preocupação já não pode mais ser dispensada.

O estresse pode ser definido como a soma de respostas físicas e mentais causadas por determinados estímulos externos (estressores) e que permitem ao indivíduo superar determinadas exigências do meio ambiente e o desgaste físico e mental causado por esse processo.

O estresse pode ser causado pela ansiedade e pela depressão devido à mudança brusca no estilo de vida e a exposição a um determinado ambiente, que leva a pessoa a sentir um determinado tipo de angústia.

Quando os sintomas de estresse persistem por um longo intervalo de tempo, podem ocorrer sentimentos de evasão (ligados à ansiedade e depressão). Os nossos mecanismos de defesa passam a não responder de uma forma eficaz, aumentando assim a possibilidade de vir a ocorrer doenças, especialmente cardiovasculares.

Vida do estresse e da estafa

A estafa é o estado onde uma pessoa encontra-se submetida uma forte pressão externa ou interna, levando à estafa física ou emocional. É a fadiga resultante de excesso de trabalho. É canseira, cansaço, esgotamento; esfalfamento. (Wikipédia)

Somos seres mutantes

Somos as únicas criaturas na face da terra capazes de mudar nossa biologia pelo que pensamos e sentimos!

Nossas células estão, constantemente, bisbilhotando nossos pensamentos e sendo modificados por eles. Um surto de depressão pode arrasar seu sistema imunológico; apaixonar-se, ao contrário, pode fortificá-lo tremendamente.

A alegria e a realização nos mantém saudáveis e prolongam a vida.
A recordação de uma situação estressante, que não passa de um fio de pensamento, libera o mesmo fluxo de hormônios destrutivos que o estresse.

Suas células estão constantemente processando as experiências e metabolizando-as de acordo com seus pontos de vista pessoais.
Não se pode simplesmente captar dados brutos e carimbá-los com um julgamento.
Você se transforma na interpretação quando a internaliza.

Quem está deprimido por causa da perda de um emprego projeta tristeza por toda parte no corpo, a produção de neurotransmissores por parte do cérebro se reduz, o nível de hormônios baixa, o ciclo de sono é interrompido, os receptores neuropeptiídicos na superfície externa das células da pele se tornam distorcidos, as plaquetas sanguíneas ficam mais viscosas e mais propensas a formar grumos e até suas lágrimas contêm traços químicos diferentes das lágrimas de alegria.

Todo este perfil bioquímico será, drasticamente, alterado quando a pessoa encontra uma nova posição. Isto reforça a grande necessidade de usar nossa consciência para criar os corpos que, realmente, desejamos.

A ansiedade por causa de um exame acaba passando, assim como a depressão por causa de um emprego perdido. (Deepak Chopra)

Devemos ser dinâmicos

O ritmo da vidaO ritmo da vida atual tem levado milhões de pessoas no mundo ao estresse e à estafa. Corremos alucinadamente atrás de tantas coisas, que sequer sabemos dizer porque tamanha correria...

Por isso, parte da Humanidade passa a sonhar com uma vida calma e tranquila, onde possamos pensar antes de fazer e planejar antes de tentar.
Na realidade, o grande problema está no fato de que aceleramos em demasia de modo inútil, pois não é necessário imprimir um ritmo tão alucinante para que consigamos atingir nossos objetivos; a arte está em saber administrar nosso tempo e de maneira organizada e inteligente concluir nossas metas, sem tanto cansaço e esgotamento.

Para isso precisamos ser dinâmicos, ágeis no pensar e decididos no fazer, atendendo a várias coisas sem protelar nossas obrigações, sem, contudo paralisar nossas ações.

Uma pessoa acelerada se torna ansiosa e pouco faz em 24 horas, porque corre demais e não consegue organizar quase nada; uma pessoa lenta e indolente praticamente não faz nada no mesmo período (24 horas) pelo excesso de preguiça; todavia, uma pessoa dinâmica realiza bastante nas mesmas 24 horas, pois prioriza as mais importantes e sabe distribuir as demais para serem feitas em outro momento.

No mundo moderno, o dinamismo é uma das virtudes mais importantes que podemos expressar, é essencial em uma sociedade que raia à neurose, mas que ainda não aprendeu a ser ágil, sem ser apressada e a ser rápida, sem ser ansiosa.
Calma e esperteza ao mesmo tempo... Sejamos Dinâmicos.  (Jonas Nazareth)

Mundo moderno e estressante

Devemos ter gosto pela vida, o que significa apreciar toda a sua exuberância e saber que existe uma única vida sob incontáveis formas.
Conhecer essa vida significa saber que o poder está no momento presente, que eu sou ela, que você é ela, que tudo isto é ela e ela é tudo o que existe.

Um poeta indiano, Rabindranath Tagore, disse: “o mesmo rio da vida que corre pelo mundo corre constantemente pelas minhas veias e baila ao som de sua própria música... é a mesma vida que grita de alegria, perfurando a terra com incontáveis lâminas de relva, e explode em agitadas ondas de flores”. Ele chamou a isso “o palpitar das eras dançando em meu sangue neste exato momento”.

Ter gosto pela vida é entrar em contato com essa dança. É enfrentar o que vem pela frente com despreocupação e liberdade.
O desconhecido é o campo de todas as possibilidades que existe em cada instante. Nele encontramos liberdade, vamos além dos condicionamentos do passado e muito além da prisão do espaço e do tempo.

Isso é alegria. Isso é liberdade, gosto pela vida.
(Deepak Chopra, no livro Criando Prosperidade)

Gosto pela vida

É bom lembrar que estresse todo mundo tem, mas até certo ponto. No dia-a-dia, situações diversas apresentam-se para as pessoas, que se adaptam a elas. "É preciso ter estresse para poder viver. O problema é quando ele se torna excessivo, quando supera a capacidade de adaptação da pessoa ou quando ele persiste por muito tempo". (Selma Bordin, psicóloga do Hospital Israelita Albert Einstein)

A aventura, é a renovação do nosso ar, é o aspirador de nosso estresse acumulado, é a recarga da alma, nossa bateria interna, o sedativo natural de nossas adversidades, e o reencontro de nossa natureza saturada com a espetacularmente bruta. Comédia é uma atitude levada a sério, para tirar a seriedade, nos sábios momentos dedicados à descontração, desacelerando assim o estresse. (Ivan Teorilang)

Abraços e muita paz!

Vida e o mundo do estresse e da estafa Vida e o mundo do estresse e da estafa Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on junho 09, 2015 Rating: 5
Nenhum comentário: