Poder da sorte ou possibilidades da vida

Sorte ou possibilidade?
Para brilhar na vida dependemos do poder da sorte ou do bom aproveitamento das possibilidades da vida? A sorte nada mais é do que a mera possibilidade com escolhas bem feitas. Sorte é qualidade de propósito dos que acreditam em causa e efeito. A sorte só existe para as pessoas que sabem qual caminho seguir na vida, digamos que está mais relacionada com talento do que com sorte propriamente dita.

Só quem tem talento para a vida é que sabe escolher com entusiasmo e confiança. A sorte de ter talento não basta; é preciso, também, ter talento para o que se chama de sorte.

O mundo se move e evolui de acordo com os nossos atos. Todos os dias, temos que tomar decisões... As mais simples e imperceptíveis decisões e acabamos sendo vítimas das suas consequências, sejam elas boas ou ruins, irremediavelmente.

O poder das possibilidades

Escolher é arriscar, não escolher nada é certificar-se do marasmo da vida, do fracasso e do "se" (se tivesse feito isso... se tivesse ido... se tivesse falado... se tivesse ouvido... se tivesse acreditado...).

Possibilidades da vida
O mundo é o repertório das nossas possibilidades vitais. Não é, pois, algo à parte e alheio à nossa vida, mas é a sua autêntica periferia. (José Ortega) 

As ações, o entusiasmo, a confiança, determinam a realidade. Portanto, aja sempre com entusiasmo, esqueça o fracasso do "se", acredite nos acontecimentos que surgem, acredite na boa sorte e use o otimismo nas primeiras impressões. Não julgue precipitadamente.

Não se rebele contra os fatos e acontecimentos antes de conhecê-los. Muitos se queixam da vida, de tudo reclamando, e outros acabam até por desertar dela. Mal sabem ou sabiam eles que a grande mágica de nossa jornada existencial está guardada na gaveta de nosso coração e nos nossos pensamentos. 

Muitos pensam que ter talento é sorte; não vem à mente de ninguém que a sorte pode ser uma questão de talento. (Jacinto B Martinez)

Falta de sorte ou de confiança

Um homem esperava para atravessar uma avenida quando um brilho na grama em que pisava chamou sua atenção.
Deu uma olhada sem se abaixar e pensou: Deve ser um caco de vidro - e foi embora.

Mais tarde outro homem na mesma situação percebeu o brilho, abaixou-se, pegou a pedra meio suja e viu que era talhada como um lindo diamante.

Parecia mesmo um diamante enviando raios luminosos com as cores do arco-íris quando colocado ao sol.

O homem pensou: Puxa, será um diamante?
Desse tamanho?
Perdido aqui?
Como veio parar aqui?

Talvez eu devesse levar a um joalheiro pra ver ser é mesmo.
Olhava e olhava e de repente disse a si mesmo: Que idiota eu sou, imagina se isso é um diamante, só pode ser um vidro talhado em forma de diamante que caiu de algum anel de bijuteria.

Porque um cara como eu iria achar um diamante?
E se eu levar a um joalheiro ainda vou ter que aguentar a gozação do homem por eu ter achado que podia ser um diamante...

Ha... Logo eu ia achar um diamante assim... Perdido numa grama... Logo eu...
E assim pensando jogou de novo a pedra na grama e atravessou a avenida até meio triste pela sua pouca sorte.

Talento nas escolhas

Poder da sorte ou talento na decisão? 

No dia seguinte outro homem passando pelo mesmo lugar viu a pedra, atraído pelo seu brilho.
Que beleza de pedra - ele pensou!

Parece um diamante, talvez até seja um diamante, mas também pode ser apenas um pedaço de vidro imitando um diamante... O melhor que tenho a fazer é leva-la a um joalheiro e pedir uma avaliação.  E colocou a pedra no bolso.

Tendo levado-a para avaliação mais tarde descobriu ser um verdadeiro diamante, de muitos quilates e com uma lapidação especial.

Era uma pedra muito valiosa! Realmente especial e o homem ficou muito feliz com a sua boa sorte!

Na nossa vida ás vezes encontramos pessoas que são como esse diamante... Valiosas!

Pena que nem sempre nos damos o tempo para avalia-las confiando na nossa primeira, e muitas vezes errônea, impressão, ou simplesmente achando que nunca tivemos sorte, então, porque aquela pessoa apareceria justamente para nós?
Reflitamos acerca desses posicionamentos.
Dê-se uma chance!
(McMillian Gold)

O homem de talento faz a própria sorte
 A vida é um contínuo e sucessivo decidir-se entre diversas possibilidades, levando-nos normalmente a buscar um sentido axiológico na escolha da alternativa adequada. (Geraldo Lapenda)

O dia que você decide fazer é seu dia de sorte. (Provérbio Japonês)
Para brilhar na vida é preciso ter fé, confiar e agir com entusiasmo e talento.

Abraços e muita paz!

Poder da sorte ou possibilidades da vida Poder da sorte ou possibilidades da vida Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on junho 30, 2015 Rating: 5
Nenhum comentário: