Perdidos e presos nos caminhos da vida

Presos no caminho da vida
Quando não somos livres para escolher como gostaríamos de viver, ficamos presos em uma vida não desejada, ficamos eternamente perdidos pelos caminhos da vida, resultando em infelicidade, tornando a vida em um eterno fardo insuportável.
Por mais longa que seja a caminhada o mais importante é dar o primeiro passo. O importante de uma caminhada, não é o tempo percorrido e sim a onde nós queremos chegar. O tempo passa tão depressa, os dias voam. Não podemos perder a beleza que a vida oferece a cada dia.

Antes de tomar uma atitude, reflita! Pense de modo racional o que esta atitude representa em sua vida, os impactos que pode causar, os aspectos positivos e negativos. Calcule sempre os ricos e não seja impulsivo.

Não tema as mudanças. Mesmo quando elas são necessárias e não planejadas ou desejadas, elas podem trazer um cenário positivo. Enfrente as mudanças com coragem.
Faça um acompanhamento regular dos seus progressos e quão mais perto você está de suas metas. Aprenda a valorizar cada pequena conquista e enxergar isso como um passo importante para chegar onde você deseja.

Valorizar o mais importante

Aprendendo a valorizar o importante

Aquele velho ditado que diz que só valorizamos a algo depois que perdemos, se encaixa perfeitamente quando o assunto é a liberdade. Vemos tantas pessoas presas em uma vida que nunca desejaram, ou trabalhando todos os dias numa profissão que não se identifica, tornando a sua vida um eterno fardo.

Ser livre para escolher como gostaria de viver, é algo essencial para alcançar a felicidade. A submissão que presenciamos por todos os lados deveria ser abominável, pois a cada dia que vemos a vontade própria de algumas pessoas serem anuladas, o caminho para a derrota passa a ficar cada vez mais curto.

Infelizmente muitas pessoas se vêem sem muitas escolhas, mas precisamos compreender que a liberdade é nosso maior triunfo e não podemos abrir mão dela. Muitas vezes pode não ser fácil, mas com certeza mais difícil que tentar e depender daquilo que não o agrada.

Escolhendo o Importante 

Escolhendo o importanteExistem pequenas coisas em nossas vidas que – em determinado momento – se tornam mais importantes que todo o resto.

Disse Jesus: “qual o pastor que, tendo perdido uma ovelha, não deixa seu rebanho e sai buscando aquela que se perdeu?"

Muitas vezes por semana precisamos fazer esta escolha.
Pegar o telefone e dizer a palavra de carinho que adiamos, abrir a porta e deixar entrar quem precisa de nossa ajuda.

Aceitar um emprego. Abandonar um emprego. Tomar a decisão que estávamos deixando para depois.

Pedir perdão por um erro que cometemos e que não nos deixa em paz.
Exigir um direito que temos.

Se uma ovelha se perdeu, vamos agir como o Bom Pastor: caminhar por montanhas e riachos, planícies e desertos, até encontrá-la e trazê-la de volta. (Paulo Coelho)

A vida é a maior das dádivas

A vida é a maior das dádivas, viver é um privilégio e cada novo dia um presente que devemos descobrir com alegria.

Viva intensamente, aproveite e desfrute de cada segundo de todos os dias com que for presenteado. Sorria perante as adversidades e chore de alegria perante a maravilhosa realização que é estar vivo, mais um dia!

A vida é um grande presente

O jeito é curtir nossas escolhas e abandoná-las quando for preciso, mexer e remexer na nossa trajetória, alegrar-se e sofrer, acreditar e descrer, que lá adiante tudo se justificará, tudo dará certo. (Martha Medeiros)

Abraços e muita paz!

Perdidos e presos nos caminhos da vida Perdidos e presos nos caminhos da vida Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on maio 11, 2015 Rating: 5
Nenhum comentário: