A vida e os impulsos da sobrevivência

Impulsos de sobrevivência
A vida nos impõe que sejamos muitas vezes duros. Acabamos nos tornando céticos. Muitas vezes agimos apenas baseados nos impulsos da sobrevivência. A voz de Deus não é ouvida senão por aqueles que têm o ouvido sensível. Muitas vezes a correria da vida e as agitações da nossa alma inquieta não nos permitem perceber o Divino.

Impulsos da sobrevivência

Treinamos os nossos sentidos para reagir apenas aos impulsos da sobrevivência, mas há realidades que só se percebem com o espírito. Aqueles que aquietam o coração e se deixam tocar pelo Eterno, escutam o sussurro de Deus.

Existe uma maravilhosa mítica lei da natureza que as três coisas que mais desejamos na vida, a felicidade, a liberdade e a paz de espírito, são sempre obtidas quando as concedemos a alguém mais...

amor e compaixão

Ajuda mútua

Há alguns anos, nas olimpíadas especiais de Seattle, nove participantes, todos com deficiência mental, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos.

Ao sinal, todos partiram, não exatamente em disparada, mas com vontade de dar o melhor de si. Um dos garotos tropeçou no asfalto, caiu e começou a chorar. Os outros oito ouviram o choro. Diminuíram o passo e olharam para trás. Então viraram e voltaram. Todos eles. Uma das meninas com Síndrome de Down ajoelhou, deu um beijo no garoto e disse: "Pronto, agora vai sarar". E todos os noves competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada. O estádio inteiro levantou e os aplausos duraram muitos minutos...

Talvez os atletas fossem deficientes mentais, mas com certeza, não eram deficientes espirituais... Isso porque, lá no fundo, todos nós sabemos que o que importa nesta vida, mais do que ganhar sozinho é ajudar os outros.

As Obras da Carne e o Fruto do Espírito

Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne.  
Frutos da carne
Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer.  
Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais sob a lei.  
Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam.
Frutos do espírito
Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.   
E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências.    
Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito.    
Não nos deixemos possuir de vanglória, provocando uns aos outros, tendo inveja uns dos outros.    

As boas obras enriquecem o espírito


As boas obras enriquecem o espírito.


1. Se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois animados pelo Espírito, corrigi-o com espírito de mansidão; e tem cuidado de ti mesmo, para que não caias também em tentação!
        
2. Ajudai-vos uns aos outros a carregar os vossos fardos, e deste modo cumprireis a lei de Cristo.      

3. Porque, se alguém julga ser alguma cousa, não sendo nada, a si mesmo se engana.    

4. Cada um examine o seu procedimento. Então poderá gloriar-se do que lhe pertence e não do que pertence a outro.  

5. Pois cada um deve carregar o seu próprio fardo.      

6. Aquele que está sendo instruído na palavra, faça participante de todas as cousas boas aquele que o instrui.  

7. Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.         

8. Porque o que semeia para a sua própria carne, da carne colherá a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito colherá a vida eterna.    

9. E não nos cansemos de fazer o bem, porque há seu tempo colheremos, se não relaxarmos.       

10. Por isso, enquanto tivermos oportunidades, façamos o bem a todos, mas particularmente aos irmãos na fé.

As mais eloquentes e exatas testemunhas de um homem, perante o pai supremo, são as suas próprias obras. Aqueles que amparamos constituem nosso sustentáculo.

Façamos sempre o bem

Abraços e muita paz!

A vida e os impulsos da sobrevivência A vida e os impulsos da sobrevivência Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on maio 02, 2015 Rating: 5
Nenhum comentário: