O ciúme é um monstro faminto e venenoso

O ciúme é monstro venenoso
O ciúme é um monstro faminto e venenoso, é cego e derrete a razão. O ciúme é um monstro criado pela imaginação, é a dor inseparável do declínio do amor. O ciúme traduz o sentimento de propriedade e medo, transforma a vida da pessoa em verdadeiro inferno. Na maioria das vezes, o ciumento vai até as últimas consequências, não consegue enxergar o remédio e nem uma saída digna. Como diz o sábio ditado popular: "da vida, o amor é o mel, do amor o ciúme é o fel". O ciúme consome a alma, deixa a pessoa cega, destrói o coração. Quem é acometido por este mal, deve buscar em sua consciência a resposta ideal para o ciúme que sente e verá que no fundo tudo é imaginação.

Ciúme, um mostro criado pela imaginação

As pessoas que sofrem desta desordem de personalidade muitas vezes se caracterizam pela sua falta de abertura e flexibilidade, não só em suas rotinas diárias, mas também com as relações interpessoais.
Os ciumentos não precisam de motivo para ter ciúme. São ciumentos porque são. O ciúme é um monstro que a si mesmo se gera e de si mesmo nasce. (William Shakespeare)

O Ciúme fere a Alma

Ciúme mata o amor e fere a alma

A suspeita e o ciúme são como venenos empregados na medicina. Se pouco, salva. Se muito, mata. (Antonio Perez)
O ciúme é algo desprezível que inflama o coração, derrete a razão, diminui a felicidade e abre caminhos para a dor.
O ciúme é como uma droga que cria um monstro, uma overdose de ciúme mata o amor e fere a alma.

O ciúme faz a pessoa agir loucamente

É estranho como o ciúme dá autorização às pessoas para agirem loucamente. Parece que, quando atacadas por ciúme, dão-se o direito de fazer coisas que em outras situações não fariam.
O Ciúme fere o amorGeralmente o ciumento é muito preguiçoso, pois ao invés de mudar, de se tornar uma pessoa mais atraente e lutar pela pessoa amada, normalmente prefere proibir o outro de fazer coisas que o ameacem. É muito mais fácil proibir e se dizer ameaçado, com uma desculpa cômoda, do que fazer o que é preciso para manter a chama da paixão acesa!
O mais difícil em uma situação de ciúme é sair dela sem passar pela indiferença e pelo distanciamento, mas quando conseguimos lidar de uma forma sadia com esse sentimento, é bonito ver como ele se desfaz e dá lugar a uma experiência de amor e admiração pelo ser amado.
Existe um lado natural no ciúme, que é o desejo de manter o ser amado por perto, porque se sabe que ele é uma pessoa especial; então o ciúme se torna um lembrete para se cuidar bem da relação e do outro.

Ciúme é erva venenosa

É espantoso como o ciúme, que passa o tempo a fazer pequenas suposições em falso, tem pouca imaginação quando se trata de descobrir a verdade. (Marcel Proust)
Com a inveja e o ciúme, não há calma nem repouso para aquele que está atacado desse mal: os objetos de sua cobiça, de seu ódio, de seu despeito, se levantam diante dele como fantasmas que não lhe dão nenhuma trégua e o perseguem até no sono. O ciúme e a inveja são para a alma ervas venenosas das quais é preciso a cada dia arrancar algumas hastes. (Allan Kardec)

A inveja e o ciúme são venenos

Meu Senhor, livrai-me do ciúme! É um monstro de olhos verdes, que escarnece do próprio pasto que o alimenta. (William Shakespeare)

Abraços e muita paz!

O ciúme é um monstro faminto e venenoso O ciúme é um monstro faminto e venenoso Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on fevereiro 10, 2015 Rating: 5
Nenhum comentário: