A morte do orgulho soberbo e arrogante

A morte do orgulho arrogante
Para viver sabiamente e honestamente é preciso erradicar as ervas venenosas da alma, é preciso promover a morte gradativa do orgulho soberbo e arrogante. O orgulho venenoso é um sentimento autodestrutivo. Segundo Santo Agostinho, o orgulho é a fonte de todas as fraquezas, por que é a fonte de todos os vícios. Orgulho não é grandeza, mas inchaço. E o que está inchado parece grande, mas não é sadio. O orgulho venenoso e ambicioso precisa ser erradicado, pois é melhor abrir mão do orgulho do que chamar para si a desgraça através da teimosia e cupidez. Não é uma tarefa fácil, mais é preciso limpar a alma dos vícios doentios, não podemos ficar eternamente repetindo os mesmos erros do passado, é preciso melhorar para evoluir.

Erradicando a erva daninha com determinação e superação.
Determinação coragem e autoconfiança são fatores decisivos para o sucesso da vida.
Se estivermos possuídos por uma inabalável determinação conseguiremos superá-los.
Ervas venenosasIndependentemente das circunstâncias, devemos ser sempre humildes, recatados e despidos de orgulho. (Dalai Lama)
O egoísmo, o orgulho, a vaidade, a ambição, a cupidez, o ódio, a inveja, o ciúme, a maledicência são para a alma ervas venenosas das quais é preciso a cada dia arrancar algumas hastes, e que têm como contraveneno: a caridade e a humildade. (Allan Kardec)
O homem modesto tem tudo a ganhar e o orgulhoso tudo a perder: é que a modéstia tem sempre a ver com a generosidade e o orgulho com a inveja. (Antoine de Rivarol)

Vida simples e modesta.
Não depender senão de si mesmo é, em nossa opinião, um grande bem, mas isso não significa que devamos sempre nos contentar com pouco. Simplesmente, quando nos falte a abundância, devemos poder nos contentar com pouco, persuadidos de que gozam melhor a riqueza os que têm menor número de cuidados, e de que tudo quanto seja natural se obtém facilmente, enquanto o que não o é só se consegue a custo. As iguarias mais simples proporcionam tanto prazer quanto a mesa mais ricamente servida, sempre que esteja ausente o sofrimento causado pela necessidade, e o pão e a água ocasionam o mais vivo prazer quando são saboreados após longa privação.
Orgulho é complemento da ignorância
O hábito de uma vida simples e modesta é uma boa maneira de cuidar da saúde e, ademais, torna o homem corajoso para suportar as tarefas que deve necessariamente cumprir na vida. Permite-lhe ainda apreciar melhor uma vida opulenta, quando se lhe enseje, e fortalece-o contra os reveses da fortuna. Por conseguinte, quando dizemos que o prazer é o soberano bem, não falamos dos prazeres dos devassos, nem dos gozos sensuais, como o pretendem alguns ignorantes que nos combatem e nos desfiguram o pensamento. Falamos da ausência de sofrimento físico e da ausência de perturbação moral. Pois não são nem as bebedeiras, nem os repetidos banquetes, nem o prazer que causam os peixes e as carnes abundantes nas mesas suntuosas, que proporcionam uma vida feliz, e sim os hábitos razoáveis e sóbrios, a razão investigando sem cessar as causas legítimas da preferência e da aversão, e rejeitando as opiniões susceptíveis de trazerem a alma em maior confusão. (Epicuro)

Pouco conhecimento faz com que as pessoas se sintam orgulhosas. Muito conhecimento, que se sintam humildes. É assim que as espigas sem grãos erguem desdenhosamente a cabeça para o Céu, enquanto que as cheias as baixam para a terra, sua mãe. (Leonardo da Vinci)

Soberba procede a ruína

A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda. Melhor é ser humilde de espírito com os mansos, do que repartir o despojo com os soberbos. (Provérbios 16:18 e 19)

Abraços e muita paz!

A morte do orgulho soberbo e arrogante A morte do orgulho soberbo e arrogante Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on janeiro 25, 2015 Rating: 5
4 comentários:
  1. Bernadete Lopes Marino · Quem mais comentou · Ensino fundamental
    Olá esta é uma prova, muito complicada
    Descurtir · 1 · Responder · Moderado · Publicly Visible · Deixar de seguir a publicação · 26 de janeiro às 17:39

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Bernadete Lopes Marino!!!
      Sim, esta é uma tarefa difícil e bem complicada, mas temos que pelo menos aprender a controlá-los.
      Obrigado querida amiga, fico muito feliz com sua participação, comentário, apoio e carinho de sempre, valeu!!!
      Abraços e muita paz!!!

      Excluir
  2. Eloiza Martins De Oliveira Miranda · Quem mais comentou · Faculdade "Auxilium" de Filosofia, Ciências e Letras de Lins
    Todos os vícios provem do orgulho e egoísmo. Precisamos combate-los sempre. Para conseguirmos adquirir Virtudes...nossa batalha contra estes vícios precisa ser permanente. Para isso devemos nos conhecer, e trabalhar nosso crescimento Espiritual. Muita Luz para Vc!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, minha querida amiga Eloiza Martins De Oliveira Miranda!!!
      Sim, minha querida amiga, e somente Deus pode erradicar estes dois grandes vícios, mas cabe a nós aprender a controlá-los, uma tarefa permanente e árdua.
      Obrigado, querida amiga, fico muito feliz com sua presença, comentário, apoio e carinho de sempre, valeu!!!
      Abraços e muita paz!!!

      Excluir