Enfrentando sentimentos desconhecidos

Sentimentos desconhecidos
Enfrentando sentimentos desconhecidos, as nossas fraquezas, as nossas emoções ocultas, enfim, enfrentando a nós mesmos, o nosso pior inimigo. Todo tipo de humilhação é ruim e fere impiedosamente a nossa alma.

O que mais me impressiona nos fracos é que eles precisam humilhar os outros, para sentirem-se fortes. (Gandhi)
Humilhar é mais que odiar. A humilhação consiste em expor ao ridículo tanto quanto possível. (Herbert Nier Koughron)
E muitas vezes esta exposição é causada por nós mesmos.

Durante uma vida a gente é capaz de sentir de tudo, são inúmeras as sensações que nos invadem, e delas a arte igualmente já se serviu com fartura. Paixão, saudades, culpa, dor-de-cotovelo, remorso, excitação, otimismo, desejo – sabemos reconhecer cada uma destas alegrias e tristezas, não há muita novidade, já vivenciamos um pouco de cada coisa, e o que não foi vivenciado foi ao menos testemunhado através de filmes, novelas, letras de música.
Há um sentimento, no entanto, que não aparece muito, não protagoniza cenas de cinema nem vira versos com frequência, e quando a gente sente na própria pele, é como se fosse uma visita incômoda. De humilhação que falo.
Sentimento que fere a almaHá muitas maneiras de uma pessoa se sentir humilhada. A mais comum é aquela em que alguém nos menospreza diretamente, nos reduz, nos coloca no nosso devido lugar - que lugar é este que não permite movimento, travessia? Geralmente são opressões hierárquicas: patrão-empregado, professor-aluno, adulto-criança.
Respeitamos a hierarquia, mas não engolimos a soberba alheia, e este tipo de humilhação só não causa maior estrago porque sabemos que ele é fruto da arrogância, e os arrogantes nada mais são do que pessoas com complexo de inferioridade. Humilham para não se sentirem humilhados.
Mas é quando a humilhação não é fruto da hierarquia, mas de algo muito maior e mais massacrante: o desconhecimento sobre nós mesmos? Tentamos superar uma dor antiga e não conseguimos. Procuramos ficar amigos de quem já amamos e caímos em velhas ciladas armadas pelo coração. Oferecemos nosso carinho para quem já não precisa mais dele. Motivos nobres, mas os resultados são vexatórios.
Nesses casos, não houve maldade, ninguém pretendeu nos desdenhar. Estivemos apenas enfrentando o desconhecido: nós mesmos, nossas fraquezas, nossas emoções mais escondidas, aquelas que julgávamos superadas, para sempre adormecidas, mas que de vez em quando acordam para, impiedosas, nos colocar em nosso devido lugar. (Martha Medeiros)

Há quem guarde maus sentimentos como se fossem tesouros.
Sem perceber que pérolas de rancor e mágoa nada adornam.
Apenas lhes deixam a vida e a alma mais amargas.
Seja feliz: livra-te destas pérolas de rancor e mágoa.
Te aparta deste tesouro que ninguém suporta. (Augusto Branco)

Que a tua sabedoria não seja humilhação para o teu próximo.
Guarda domínio sobre ti mesmo e nunca te abandones à tua cólera.
Se esperas a paz definitiva, sorri ao destino que te fere; não firas a ninguém. (Omar Khayyam)

Rancor e mágoas

Abraços e muita paz!

Enfrentando sentimentos desconhecidos Enfrentando sentimentos desconhecidos Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on outubro 03, 2014 Rating: 5
4 comentários:
  1. Eloiza Martins De Oliveira Miranda · Quem mais comentou · Faculdade "Auxilium" de Filosofia, Ciências e Letras de Lins
    Estamos ainda na Infância da Evolução Espiritual, por isso temos guardadas mágoas... A Paz Verdadeira virá com nosso crescimento, que depende de cada um. Vamos trabalhar o Amor Universal, para o Bem de todos ... Muita Serenidade para VC!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, minha querida amiga Eloiza Martins De Oliveira Miranda!!!
    Pois é, querida amiga, vamos caminhando lentamente na evolução espiritual, ainda falta muito para aprender e crescer.
    Obrigado, querida amiga fico muito feliz com sua participação, com seu rico comentário, com seu apoio e carinho de sempre, valeu!!!
    Tenha um maravilhoso e abençoado domingo!!!
    Abraços e muita paz!!!

    ResponderExcluir
  3. José Fernandes · Escola Industrial Afonso Domingues
    Para ler e meditar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, caro amigo José Fernandes!!!
      Sim, caro amigo, uma ótima reflexão, excelente para meditar.
      Obrigado, caro amigo, fico muito feliz com sua presença, comentário e apoio, valeu!!!
      Tenha um excelente e abençoado domingo!!!
      Abraços e muita paz!!!

      Excluir