Amor não é somente poesia e futilidade

Amor não é só futilidade
O amor não é somente poesia e futilidade, ele é o sentimento sublime e majestoso que dá vida, sem amor a vida não tem razão de ser, torna-se vazia e sem sentido. O amor não é uma futilidade ou um divertimento, é um sentimento profundo, sereno e sincero. Não existem diversos tipos de amor, o que existe são formas ou modos de amar, o amor é um sentimento único, o que o distingue são as formas de amar, o amor aos familiares, ao cônjuge, a Deus, aos amigos, aos próximos e o amor próprio. Amar é viver, o importante é saber amar, o modo não importa, desde que seja profundamente e sem contaminação. 

Amor não é um sentimento passageiro.

Existem amores, e existe um amor especial, apenas uma vez em nossas vidas, este tipo de amor pertence ao Céu, é incondicional e ele será para sempre, como uma marca cósmica, felizes daqueles que são merecedores de serem amados incondicionalmente e mais felizes ainda, aqueles que se permitem amar assim, porque são eles os grandes heróis da vida.
Acredito, sim, em amores para toda a vida, e além da vida, pois seria um tipo de amor unido à própria alma, e sem alma a vida não tem razão... (Augusto Branco)
O amor não é um tipo de sentimento passageiro, o nome disso é paixão. 

O amor é um sentimento único.

Não existem vários tipos de amor, assim como não existem três tipos de saudades, quatro de ódio, seis espécies de inveja.
O AMOR É ÚNICO, como qualquer sentimento, seja ele destinado a familiares, ao cônjuge ou a Deus...
A diferença é que, como entre marido e mulher não há laços de sangue, A SEDUÇÃO tem que ser ininterrupta...
Por não haver nenhuma garantia de durabilidade, qualquer alteração no tom de voz nos fragiliza, e de cobrança em cobrança, acabamos por sepultar uma relação que poderia SER ETERNA.
Casaram... Te amo pra lá, te amo pra cá. Lindo, mas insustentável. O sucesso de um casamento exige mais do que declarações românticas. Entre duas pessoas que resolvem dividir o mesmo teto, tem que haver muito mais do que amor, e às vezes, nem necessita de um amor tão intenso. É preciso que haja, antes de mais nada, RESPEITO. Agressões zero.
Disposição para ouvir argumentos alheios. Alguma paciência... Amor só, não basta. Não pode haver competição. Nem comparações. Tem que ter jogo de cintura, para acatar regras que não foram previamente combinadas. Tem que haver BOM HUMOR para enfrentar imprevistos, acessos de carência, infantilidades.
Tem que saber levar.
Amar só é pouco. Tem que haver inteligência. Um cérebro programado para enfrentar tensões pré-menstruais, rejeições, demissões inesperadas, contas para pagar.
Tem que ter disciplina para educar filhos, dar exemplo, não gritar.
Tem que ter um bom psiquiatra. Não adianta, apenas, amar.
Entre casais que se unem, visando à longevidade do matrimônio, tem que haver um pouco de silêncio, amigos de infância, vida própria, um tempo pra cada um.
Tem que haver confiança. Certa camaradagem, às vezes fingir que não viu, fazer de conta que não escutou. É preciso entender que união não significa, necessariamente, fusão.
E que amar "solamente", não basta.
Entre homens e mulheres que acham que O AMOR É SÓ POESIA, tem que haver discernimento, pé no chão, racionalidade. Tem que saber que o amor pode ser bom pode durar para sempre, mas que sozinho não dá conta do recado.
O amor é grande, mas não são dois.
Tem que saber se aquele amor faz bem ou não, se não fizer bem, não é amor. É preciso convocar uma turma de sentimentos para amparar esse amor que carrega o ônus da onipotência.
O amor até pode nos bastar, mas ele próprio não se basta.
Um bom Amor aos que já têm!
Um bom encontro aos que procuram!
E felicidades a todos nós!
(Artur da Távola) 

Amar faz bem e dá vida.

O amor não prende, liberta! Ame porque isso faz bem a você, não por esperar algo em troca. Criar expectativas demais pode gerar decepções. Quem ama de verdade, sem apego, sem cobranças, conquista o carinho verdadeiro das pessoas. (Francisco C. Xavier)
O importante não é que encontremos alguém que nos ame de verdade, mas que nos amemos sempre - profundamente! (Augusto Branco)
Que a gente se divirta sem se matar, que ame sem se contaminar, que aprenda sem se enganar, que viva sem se vender. (Lya Luft)
Ame mais com o coração do que com a cabeça, se encontrar equilíbrio entre um e outro, perfeito. Se tiver que pender para um lado que seja para o esquerdo do peito. Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes. (Pedro Bial)

Amor não é só divertimento

Abraços e muita paz!

Amor não é somente poesia e futilidade Amor não é somente poesia e futilidade Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on agosto 06, 2014 Rating: 5
2 comentários:
  1. Eloiza Martins De Oliveira Miranda · Quem mais comentou · Faculdade "Auxilium" de Filosofia, Ciências e Letras de Lins
    O Amor é o Sentimento Maior, resumo de todo Evangelho, Doutrina de Jesus... Este sentimento um dia dominará sobre toda humanidade... é um determinismo Divino. Muita Luz !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, minha querida amiga Eloiza!!!
      Sim, minha querida amiga, o amor é o sentimento sublime, a base de todo ensinamento de nosso Mestre Jesus, é ele que salvará a humanidade.
      Obrigado, minha querida amiga, fico muito feliz com sua participação, com seu comentário, com seu apoio e carinho de sempre, valeu!!!
      Abraços com carinho e muita luz em seu caminho!!!

      Excluir