O Discípulo

Um discípulo procurou o rabino Naham de Braslaw:
- Não continuarei mais meus estudos sagrados. Moro numa pequena casa com meus pais e meus irmãos, e nunca encontro as condições ideais para concentrar-me no que é importante.
Naham apontou o Sol e pediu que seu discípulo colocasse a mão na frente do rosto de modo a ocultá-lo. O discípulo fez isto. 
Então o rabino disse:
- Sua mão é pequena, porém conseguiu cobrir por completo a força, a luz e a majestade do imenso sol.
Da mesma maneira, os pequenos problemas conseguem lhe dar a desculpa necessária para não seguir adiante em sua busca espiritual. Ninguém é culpado da própria incompetência. Assim como a mão tem o poder de esconder o sol, a mediocridade tem o poder de esconder a luz interior. 
Não deixe que isso aconteça.
(Maktub)

- O caminho espiritual é como o jogo que arde diante de nós.
- Um homem que deseja acendê-lo tem que se conformar com a fumaça desagradável, que torna a respiração difícil e arranca lágrimas do rosto.
Assim é a reconquista da fé. Entretanto, uma vez o fogo aceso, a fumaça desaparece, e as chamas iluminam tudo ao redor, nos dando calor e calma. 
Ninguém pode acendê-lo por nós.
(Maktub)

"Uma longa viagem começa com um único passo". (Lao-Tsé)


Tenha um dia maravilhoso e abençoado!

Abraços e muita paz!!!
O Discípulo O Discípulo Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on setembro 15, 2011 Rating: 5
Nenhum comentário: