Galeria da Esperança

Galeria da Esperança
Fui convidado a entrar na Galeria Esperança.
Um anjo tão belo como um arco-íris, foi designado para nos conduzir mostrando os quadros da vida, nos corredores do mundo.
A primeira tela foi o quadro do Poder e da Vaidade, um era seguimento do outro... Em seguida vinha também em par o quadro do Egoísmo e da Miséria.
Continuamos, ele ficava cada vez mais triste ao demonstrar aqueles quadros.
O anjo com os olhos úmidos apontou-me o quadro da Fome e da Dor.
Mais adiante numa galeria só, outros quadros desfilavam ao nosso olhar: o quadro da guerra; do abandono; da violência; do ódio; da agonia; da solidão. Ah! E tantos outros mais amargos e tristes!
Olhei para o anjo e perguntei onde estava os quadros da Amizade, da Solidariedade, da Paz e da Fraternidade? Onde estava os quadros da Alegria, da Partilha, da Comunhão? Onde estava os quadros do Amor, da Caridade, onde?
Ele apontando à tela do céu e me mostrou Jesus.
Jesus estava representado numa tela, num esboço em preto e branco, sem nenhum colorido.
- Ele deixou as sementes, se elas crescessem teríamos todas as pigmentações para pintar novos quadros.
- Mas diga-me onde estão essas sementes?
- Na vontade dos homens, nas mãos dos homens e no coração dos homens, foi lá que Ele deixou, a Semente Amor!
Sai da Galeria Esperança em silêncio, triste, cabisbaixa.
Ele sorriu e disse:
- À Galeria chama-se, ESPERANÇA! Vocês podem dar forma, luz e cor a esses quadros em esboço, basta usar as mãos no labor diário, nos natais da oportunidade que à vida lhes propicia na realidade dos dias.
(Maktub)


Há mais, muito mais, para o Natal do que luz de vela e alegria; É o espírito de doce amizade que brilha todo o ano. É consideração e bondade, é a esperança renascida novamente, para paz, para entendimento, e para benevolência dos homens.


Feliz Natal a todos!!!

Galeria da Esperança Galeria da Esperança Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on dezembro 18, 2010 Rating: 5
Nenhum comentário: