A Porta da Lei

A Porta da Lei
Kafka conta a história de um homem que procura a justiça, caminha até o Palácio da Lei.
Diante da porta do palácio, um soldado monta a guarda.
Como o sentinela não lhe dirige uma palavra, o homem resolve esperar.
Espera um dia, mas o guarda continua mudo.
“Se eu ficar por aqui, ele perceberá que eu quero entrar” pensa o homem. 
E ali permanece.
Passam-se dias, semanas, e anos inteiros.
O homem continua diante da porta, e o sentinela montando guarda.
As décadas passam, o homem envelhece, e já não consegue mover-se.
Finalmente, quando nota que a morte se aproxima, reúne suas últimas forças e pergunta ao guarda:
-Eu vim até aqui em busca de justiça.
Por que você não me deixou entrar?
- Eu não lhe deixei?
- responde, surpreso, o sentinela.
- Você nunca me disse o que estava fazendo aí!
A porta estava aberta, bastava empurra-la.
Por que você não entrou?
(Paulo Coelho)

A justiça sem a força é impotente, a força sem justiça é tirana.
(Blaise Pascal)

A imaginação tem todos os poderes: ela faz a beleza, a justiça, e a felicidade, que são os maiores poderes do mundo. (Blaise Pascal)

Se o homem falhar em conciliar a justiça e a liberdade, então falha em tudo. (Albert Camus)

Tenha um excelente dia!

A Porta da Lei A Porta da Lei Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on setembro 26, 2010 Rating: 5
Nenhum comentário: