Duas Opções

Duas Opções
Sempre existe uma segunda porta, cabe a você escolher o seu caminho. Inúmeras situações no mundo resultam das escolhas que fazemos. 
O verdadeiro caminho é escolhido por nossa capacidade de amar, não de sofrer.
Não é necessário gastar tempo com atitudes de revolta e inconformismo. 

As leis humanas são falhas e frequentemente são burladas. Mas as Leis Divinas são incorruptíveis e infalíveis. Todo ato, seja digno ou indigno, tem naturais e automáticas repercussões. Assim, os que se permitem viver no mal devem apenas ser lamentados. Eles estão semeando dores em seus destinos.

Assim é a vida, cheia de motivos para comemorar:
A saúde que não ligamos, até cairmos doentes;
a paz que temos, até que alguém nos rouba;
o amor que nos une, até que nos separamos;
a família que nos liga, até que nos distanciamos;
a humildade que queremos ter, até que o orgulho nos cegue; o emprego que nos sustenta, até que a demissão nos atinge.

Diante da dor mais profunda, podemos confortar com um gesto, uma palavra.
Perto do fim, podemos encontrar o nosso começo...

E onde tudo parecer impossível, nos resta o encontro divino com a fé, onde Deus, que habita em nós, responde:
Filho, Eu estou aqui,
Eu sou o Amor.

Não deixe que a miséria moral alheia seja um obstáculo à sua piedade e ao seu amor. Mesmo que você não consiga fazê-lo com perfeição, esforce-se em amar seu semelhante. Os ignorantes e indignos são apenas os mais necessitados de compreensão e auxílio.
Duas escolhas, sempre.
Que o amor seja sempre a sua primeira escolha!

Tenha um excelente dia!

Duas Opções Duas Opções Reviewed by Luis Eduardo Pirollo on agosto 02, 2010 Rating: 5